Declaração

Deputado Sargento Fahur defende enforcamento de líderes do tráfico durante sessão da Câmara

Parlamentar comentou ataques no Amazonas e fez um apelo para a polícia militar não recuar: “Pau nesses vagabundos, pau no crime organizado”.

O Deputado Federal Sargento Fahur (PSD-PR) aproveitou a sessão da Câmara na última quarta-feira, 9 de junho, e disse que é a favor do enforcamento em praça pública de líderes das facções criminosas PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho. O parlamentar comentou os ataques ocorridos em Manaus, no Amazonas. 

Sargento Fhur usou sua fala sobre a onda de violência no Estado para defender a pena de morte, proibida no país pelo art.5º da Constituição Federal, que assegura que não há a punição – salvo em caso de guerra declarada.

Mas enquanto não temos esse tipo de lei, nós devemos mantê-los presos em presídios federais. Isolados do mundo aqui fora”, afirmou Fahur.

O deputado alegou que o que está ocorrendo no Amazonas é terrorismo. Em seu discurso, Fahur ainda pediu o envio de lideranças das facções para as penitenciárias federais onde, de acordo com ele, elas “viram verdadeiras frangas”.

Ele fez um apelo para a polícia militar não recuar. “Pau nesses vagabundos, pau no crime organizado”, disse.

Veja também:
>>>Força Nacional começa a atuar nesta terça (08) no Amazonas após ataques criminosos

Amazonas 

Militares da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) deverão ser deslocados para o Amazonas, em apoio ao governo do estado, nas ações de combate ao crime organizado em Manaus e municípios do interior. A portaria do Ministério da Justiça e Segurança Pública, autorizando o emprego da FNSP, está publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (8).Força, Força Nacional começa a atuar nesta terça (08) no Amazonas após ataques criminososForça, Força Nacional começa a atuar nesta terça (08) no Amazonas após ataques criminosos

De acordo com a portaria, os militares atuarão em atividades e serviços imprescindíveis à preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio, por 30 dias, a contar de hoje, data de publicação do documento. As ações serão em caráter episódico e planejado.

O documento diz ainda que a operação terá o apoio logístico do governo amazonense, que deverá dispor da infraestrutura necessária à Força Nacional de Segurança Pública. “O contingente a ser disponibilizado obedecerá ao planejamento definido pela diretoria da Força Nacional”.

 

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal