Conveniente

Relator da CPI da Covid e pai do governador de Alagoas, apoia decisão do STF de evitar depoimento de Wilson Lima

O senador Renan Calheiros classificou a decisão da ministra do STF, Rosa Weber, como coerente. A CPI acaba deixando o foco do desgaste apenas para gestão do governo Bolsonaro.

O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), comemorou a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), de liberar o governador do Amazonas, Wilson Lima, para não prestar depoimento na comissão nesta quinta-feira, 10 de junho.

“O Senado tem que investigar em qualquer direção em que houve fato conexo, mas o Senado não pode ultrapassar sua própria competência. Não seria legítima a investigação” disse o relator em entrevista coletiva nesta manhã.

O senador classificou a decisão da ministra do STF como coerente e disse apoiar a determinação.

Para integrantes do colegiado, o mesmo roteiro deve se repetir com os outros oito governadores convocados pela CPI, deixando o foco do desgaste para a gestão do Executivo federal.

Veja também:
>>>Decisão do STF pode abrir precedente e evitar depoimentos de outros governadores na CPI da Covid
>>>Governadores decidem acionar STF para não prestarem depoimento à CPI da Covid

Decisão 

Com a decisão da ministra do Supremo Tribunal Federal, Rosa Weber, que permitiu que o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), não comparecesse para prestar depoimento à CPI da Covid, do Senado Federal, na última quinta, 10 de junho, pode abrir um precedente para que os demais gestores estaduais também não participem da Comissão Permanente de Inquérito.

Embora a decisão da ministra tenha sido somente para o caso de Lima,  outros governadores podem realizar pedidos semelhantes ao STF.

Veja a lista dos governadores convocados:

  • Wilson Lima – Amazonas ( Decidiu não ir )
  • Helder Barbalho – Pará
  • Carlos Moisés e sua vice, Daniela Reinehr – Santa Catarina
  • Antonio Oliveira Garcia de Almeida – Roraima
  • Waldez Góes – Amapá
  • Marcos José Rocha dos Santos – Rondônia
  • Ibaneis Rocha – Distrito Federal
  • Mauro Carlesse – Tocantins
  • Wellington Dias – Piauí e presidente do Consórcio do Nordeste
  • Wilson Witzel – ex-governador do Rio de Janeiro

Senadores comentam a permissão dada pela ministra ao governador do Amazonas, Wilson Lima. Em sua conta no Twitter, o senador Eduardo Braga (MDB-AM) disse respeitar a decisão do Supremo, mas lamentou “que o povo do Amazonas não tenha oportunidade de ouvir as explicações do governador”.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal