Solicitação

Associação cobra pela prioridade na vacinação contra Covid-19 de profissionais por aplicativos

A AMAPE enviou carta ao governador Paulo Câmara e à Secretaria Estadual de Saúde, cobrando a inclusão.

Essenciais durante a pandemia causada pelo COVID-19, os profissionais de entregas e também de transporte por aplicativos, ainda não foram vacinados. Pensando nisso, a AMAPE – Associação dos Motoristas e Motofretistas por Aplicativos de Pernambuco, enviou carta ao governador Paulo Câmara e à Secretaria Estadual de Saúde, cobrando a inclusão destes profissionais no Plano Estadual de Imunização.

Além disso, a entidade também enviou documento as prefeituras do Recife e Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana e para Caruaru, Garanhuns e Petrolina, no interior, cidades onde o serviço por aplicativos opera.

Segundo o presidente da AMAPE, Thiago Silva, apesar destes profissionais terem estado na linha de frente todo este tempo, nenhum planejamento foi apresentado para estes profissionais.

“Motoristas de aplicativos são os terceiros profissionais que mais morrem de COVID-19, de acordo com uma pesquisa feita em São Paulo. Aqui no Recife, com certeza não é muito diferente. Precisamos de vacina”, solicitou o presidente da Associação.

Associação, Associação cobra pela prioridade na vacinação contra Covid-19 de profissionais por aplicativos
Foto: Divulgação

Ver mais:

>> Deputada pede vacinação para todos os colaboradores de serviços essenciais; veja lista

Da redação do Portal com informações da AMAPE

Sindicato dos Lotéricos 

O Sindicato dos Empresários Lotéricos do Estado de Pernambuco (Selepe) solicitou ao Governo do Estado, por meio de um ofício enviado na última segunda-feira (7), que os proprietários e funcionários de lotéricas de todo o estado sejam inclusos no grupo prioritário de vacinação contra a Covid-19.

“Estamos na linha de frente desde o início da Pandemia de Covid-19, pagando o Auxílio Emergencial. As lotéricas registram diariamente uma intensa movimentação de pessoas e por isso há a necessidade de imunizar os empresários lotéricos e os trabalhadores”, justificou Anderson Clayton Arruda, presidente do Selepe.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal