Reunião

Bolsonaro e Fux se reúnem para discutir sobre indicação de vaga ao STF

O encontro não constava na agenda de ambos. Segundo a presidência do Supremo, após falarem por telefone, eles combinaram a visita, por isso, ela não foi incluída nas agendas oficiais.

O presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, se reuniram na tarde da terça-feira, 8 de junho, no gabinete da presidência do STF, em Brasília. Segundo a assessoria da Corte, Fux pediu a Bolsonaro que, “por cortesia”, aguarde a aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello antes de indicar o seu substituto.Bolsonaro, Bolsonaro e Fux se reúnem para discutir sobre indicação de vaga ao STFBolsonaro, Bolsonaro e Fux se reúnem para discutir sobre indicação de vaga ao STF

A aposentadoria compulsória do decano do Supremo ocorrerá no início de julho. A indicação para a vaga cabe ao presidente da República e precisa ser aprovada pelo Senado Federal, após uma sabatina.

O encontro não constava na agenda de ambos. Segundo a presidência do STF, após falarem por telefone, eles combinaram a visita, por isso, ela não foi incluída nas agendas oficiais. A reunião durou cerca de 20 minutos.

Leia mais:
>>> Vídeo: Bolsonaro afirma que se o PT voltar ao poder plantará maconha no Alvorada

Copa América

O encontro entre Fux e Bolsonaro ocorre às vésperas do julgamento de duas ações protocoladas na Corte contra a realização da Copa América 2021 no país. A análise do caso foi marcada para esta quinta-feira, 10 de junho, após pedido de urgência da relatora, ministra Cármen Lúcia.

A competição de futebol terá início no próximo domingo, 13 de junho, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, com a partida de abertura entre Brasil e Venezuela. As ações foram protocoladas pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB) e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM). As entidades alegam que haverá aumento da propagação da covid-19 durante a competição.

Agência Brasil

“Dia terrivelmente evangélico”

O Presidente Jair Bolsonaro confirmou em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, no dia 8 de maio, que indicará um evangélico na vaga do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Melo, que irá se aposentar no dia 5 de julho.

Bolsonaro disse que o anúcio da escolha será um dia antes da aposentadoria de Marco Aurélio, afirmando que ‘será um dia terrivelmente evangélico’.

“Dia 4 de julho é o dia do terrivelmente evangélico”, disse.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal