Manifestação

Após defender isolamento social, Esquerda convoca novos protestos contra Bolsonaro

A pauta central da manifestação permanece como o impeachment do chefe do Executivo.

Na última quarta-feira, 2 de maio, a hashtag convocando movimentos e apoiadores de esquerda para um novo ato nacional contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ficou entre os temas mais comentados no Twitter. 

Apesar de defender o isolamento social e acusar o presidente Bolsonaro de provocar aglomerações, políticos e movimentos de esquerda foram às ruas no último final de semana. 

Desta vez, o ato está marcado para o dia 19 de junho, segundo os grupos organizadores Frente Brasil Popular, Povo sem Medo e a Coalizão Negra Por Direitos. A pauta central da manifestação permanece como o impeachment do chefe do Executivo.

No Twitter, Guilherme Boulos, que foi candidato à presidência da República em 2018 e a prefeito de São Paulo no ano passado, escreveu: “Hoje foi panelaço. No dia 19 vai ser na rua!”. 

O vereador do Recife pelo PSOl, Ivan Moraes, publicou um cartaz convocando para o ato com a seguinte frase: “19 de junho voltaremos as ruas em defesa da vida”. 

Confira outros Twitter: 

 

A presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), a deputada Gleisi Hoffmann, disse que o partido apoiará os atos e chamará toda a militância para participar.

“Só a mobilização popular nos livrará de Bolsonaro”, declarou a petista, em conversa com o site Congresso em Foco.

Veja também:
>>>Vídeo: Vereadora Liana Cirne (PT) tenta impedir PMs em ato contra Bolsonaro e recebe spray no rosto
>>>MPPE instaura procedimento e vai acompanhar as investigações da atuação da polícia militar na manifestação de sábado (29) no centro do Recife

No Recife, as manifestações que ocorreram no último dia 29 de maio foi marcado por conflito entre policiais e manifestantes. Na manhã da última segunda-feira, 31 de maio, o Centro de Apoio Operacional de Defesa Social e Controle Externo da Atividade Policial do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recepcionou os movimentos sociais e o GAJOP (Gabinete Assessoria Jurídica Organizações Populares) com a finalidade de tratar sobre a atuação da Polícia durante a manifestação de sábado (29), no centro do Recife, que teve ampla divulgação pela imprensa nacional e local.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal