Opinião

Delegada Patrícia pede punição de vereadora do PT: ‘É muita hipocrisia em punir uns e não punir outros’

O Comandante da Polícia Militar de Pernambuco, Vanildo Maranhão, deixou o cargo na noite da última terça-feira, 1 de maio.

A delegada Patrícia Domingos (Podemos) voltou a fazer comentários sobre o confronto ocorrido no último sábado, 29 de maio, entre a Polícia Militar e manifestantes de movimentos de esquerda, que ocorreram no centro do Recife. 

Dessa vez a ex-candidata à Prefeitura do Recife, que inclusive recebeu o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido ) ainda no primeiro turno das eleições, disse em sua conta no Twitter que “Os policiais militares que eventualmente se excederam devem ser responsabilizados, assim como a vereadora que abusou de sua autoridade”, se referindo ao episódio em que a vereadora do PT, Liana Cirne, tenta impedir que policiais continuassem tentando dispersar manifestantes. 

Confira a publicação:

Na última segunda-feira, 31 de maio, a delegada já tinha alegado  abuso de autoridade por parte da vereadora Liana Cirne. Patrícia Domingos disse ainda ser hipocrisia da vereadora em protestar pelo combate ao Covid-19, promovendo aglomeração e colocando em risco a vida e a saúde de várias pessoas.

A policial alertou que o atual momento da pandemia pede respeito com a própria vida e de todos, destacando ainda que há outras formas de realizar protestos. 

Leia também:
>>>Governador afasta oficial e envolvidos no caso da vereadora Liana Cirne (PT), em manifesto no Recife

Comandante deixa cargo

O Comandante da Polícia Militar de Pernambuco Vanildo Maranhão entregou o cargo na noite da última terça-feira,  1 de maio. O gesto ocorreu após a polêmica envolvendo a atuação da polícia diante da manifestação do último final de semana que ocorreu na capital pernambucana. 

De acordo com comunicado enviado pela assessoria do governo, Paulo Câmara aceitou o pedido de exoneração do comandante da Polícia Militar, Vanildo Maranhão, feito no início da noite desta terça-feira, 1º de junho.

Maranhão será substituído pelo coronel José Roberto Santana que atualmente ocupava o cargo de diretor de Planejamento Operacional da PM.

O novo comandante será nomeado nesta quarta-feira, 2 de junho. As investigações sobre as responsabilidades das agressões praticadas por policiais militares durante a manifestação ocorrida no último sábado (29 de maio) no centro do Recife continuam. Há procedimentos investigatórios instaurados pela Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social e pela Polícia Civil.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal