Ajuda

Pernambuco presta assistência a pessoas que sofreram ferimentos graves em manifestação no Recife

Governador determinou que Secretaria de Justiça e Direitos Humanos acompanhe a assistência médica e inicie o processo de indenização às vítimas.

O governador Paulo Câmara determinou, na manhã deste domingo (30), que a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH) acompanhe a assistência médica aos dois homens feridos no rosto durante a manifestação do último sábado, no Centro do Recife. Além disso, o governador acionou a Procuradoria Geral do Estado para, em conjunto com a SJDH, iniciar o processo de indenização aos atingidos.

“Assim como estamos acompanhando a investigação que está sendo realizada pela Corregedoria, também vamos seguir de perto a assistência às pessoas que resultaram feridas”, afirmou Paulo Câmara.

O adesivador Daniel Campelo da Silva, 51 anos, e o arrumador Jonas Correia de França, 29, foram atingidos no rosto por balas de borracha disparadas por policiais militares. Ambos tiveram lesões permanentes. Daniel, no olho esquerdo, e Jonas, no olho direito.

Ainda no sábado, o governador afastou o comandante da operação e os policiais que agrediram a vereadora do Recife Liana Cirne. A Corregedoria-Geral da Secretaria de Defesa Social já iniciou a tomada de depoimentos sobre o ocorrido.

Da redação do Portal com informações do Governo de Pernambuco 

Pernambuco presta assistência a pessoas que sofreram ferimentos graves em manifestação no Recife
Pernambuco presta assistência a pessoas que sofreram ferimentos graves em manifestação no Recife. Foto: Heudes Regis/SEI

Ver mais:

>> PSB de Pernambuco classifica interferência policial nas manifestações contra Bolsonaro como ‘fato desastroso’

Entenda o caso:

Um vídeo publicado nas redes sociais da vereadora Liana Cirne (PT), mostra o momento em que a parlamentar é atingida por um disparo de spray no rosto efetuado por policiais durante o protesto contra o presidente Bolsonaro, na manhã deste sábado, 29 de maio.

Nas imagens do vídeo, não é possível entender o que aconteceu, mas é registrado a movimentação da vereadora que fala algo e acompanha um PM que entra na viatura. Uma fonte informou ao Portal que Liana Cirne agrediu o policiamento, chamando de fascista e ladrão.

Centenas de manifestantes realizam na um ato intitulado de “Fora Bolsonaro”. O manifesto teve concentração na Praça do Derby, às 9h, e seguiu para Av. Conde da Boa vista, contando com a presença de centrais sindicais, movimentos estudantis e sociais e representantes da sociedade civil, causando aglomerações.

Durante o ato, a Polícia Militar atirou balas de borracha e gás lacrimogênio contra os participantes do ato.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal