Desabafo

Na delegacia, vereadora chama PM’s de covardes e diz: “Fiz e faria de novo! Não me arrependo por um segundo do que fiz”

A petista Liana Cirne gravou um vídeo na Central de Plantões diante da viatura e dos policiais que dispararam spray durante manifesto no Recife.

Na delegacia Central de Plantões, localizada em Campo Grande, a vereadora Liana Cirne (PT), foi prestar queixa contra os policiais militares que dispararam spray em seu rosto durante manifesto no Recife neste sábado, 29 de maio.

No local, ela se deparou com a viatura em que estavam os PMs e gravou um no novo vídeo que foi publicado nas redes sociais em que chama os agentes de segurança de covardes por terem realizado atos ilícitos.

Liana Cirne compareceu na Central de Plantões da Capital após receber alta do atendimento na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) dos Torrões, na Zona Oeste do Recife, por ter apresentado dificuldades para respirar e falar, devido à inalação do spray de pimenta.

 

Leia também:
>>> Governador afasta oficial e envolvidos no caso da vereadora Liana Cirne (PT), em manifesto no Recife

“São e foram covardes, porque não só me agrediram, mas agrediram manifestantes que não estavam fazendo nada. Deram tiros de balas de borracha em pessoas que não estavam fazendo nada, estavam tentando se proteger. Eu não tenho motivo para ter medo. Não tenho medo, não terei medo. Eu tenho indignação, porque isso aqui é patrimônio do povo, isso aqui é pago com dinheiro público. São os nossos impostos que pagam”, afirmou na delegacia.

Em outra rede social a vereadora do Recife disse que não se arrepende do que fez e faria de novo.

“Não me arrependo por um segundo do que fiz. Estou sendo criticada por ser impetuosa. Mas se tenho uma carteira de couro com um brasão da Câmara Municipal, é para isso que ele foi feito! O único carteiraço que vale a pena dar na vida! Fiz e faria de novo!”

 

Entenda

Um vídeo publicado nas redes sociais da vereadora Liana Cirne (PT), mostra o momento em que a parlamentar é atingida por um disparo de spray no rosto efetuado por policiais durante o protesto contra o presidente Bolsonaro, na manhã deste sábado, 29 de maio.

Nas imagens do vídeo, não é possível entender o que aconteceu, mas é registrado a movimentação da vereadora que fala algo e acompanha um PM que entra na viatura. Uma fonte informou ao Portal que Liana Cirne agrediu o policiamento, chamando de fascista e ladrão.

Centenas de manifestantes realizam na um ato intitulado de “Fora Bolsonaro”. O manifesto teve concentração na Praça do Derby, às 9h, e seguiu para Av. Conde da Boa vista, contando com a presença de centrais sindicais, movimentos estudantis e sociais e representantes da sociedade civil, causando aglomerações.

Durante o ato, a Polícia Militar atirou balas de borracha e gás lacrimogênio contra os participantes do ato.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal