Resposta

Paulo Câmara rebate Bolsonaro: “Resolveu dedicar o tempo a processar governadores que trabalham para salvar vidas”

Governador de Pernambuco reagiu ao presidente da República após AGU entrar com ação no STF para impedir medidas restritivas em Pernambuco, Rio Grande do Norte e Paraná.

Paulo Câmara (PSB), governador de Pernambuco, se manifestou na noite desta quinta-feira, 27 de maio, por meio de rede social pessoal, sobre ação assinada pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo advogado-geral da União, André Mendonça, pedindo ao STF para derrubar decretos no Rio Grande do Norte, de Pernambuco e do Paraná que estabelecem medidas restritivas, em decorrência do cenário da pandemia da Covid-19.

Na publicação, o governador pernambucano diz que a postura de Bolsonaro só piora e que agora ele resolveu dedicar seu tempo a processar governadores que trabalham para salvar vidas.

Veja mais:
>>> Bolsonaro aciona STF para impedir decreto de Paulo Câmara com medidas restritivas

“Mais de um ano, desde o início da pandemia no Brasil, o quadro se agravou, frente a indícios de uma nova onda, e a postura do presidente também só piora. Resolveu dedicar seu tempo a processar governadores que trabalham para salvar vidas” escreveu.

Paulo Câmara acrescenta que o presidente não combate o vírus, ao contrário, caminha na direção oposta, enquanto encena embates de baixo nível, para uma plateia cada vez menor.

“O país precisa de mais vacinas, ampliação da testagem, apoio financeiro para a população. Mas o presidente não combate o vírus, ao contrário, caminha na direção oposta, enquanto encena embates de baixo nível, para uma plateia cada vez menor” afirmou.

Em um dos posts, o governador de Pernambuco externa que a cada dia que passa, a conta que Bolsonaro prestará à história fica mais clara pela sua opção de condenar à morte e à miséria milhares de pessoas. 

“A cada dia, a conta que Jair Bolsonaro prestará à história fica mais clara pela sua opção de condenar à morte e à miséria milhares de pessoas. Um erro que se consolida como irreparável. Um alto preço que 456.674 brasileiros pagaram com a própria vida”, disse.
Por fim, Câmara diz ter total confiança que o Supremo Tribunal Federal, mais uma vez, não deixará essa atitude absurda prosperar.
 

 
 
 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal