Unificação

Ministro da Cidadania anuncia criação de novo programa social

Segundo Roma, o Governo Bolsonaro transferiu mais de R$ 294 bilhões até o momento para os programas sociais.

O ministro da Cidadania, João Roma Neto, anunciou, a unificação de todos os programas sociais do Governo e confirmou que o Governo dará uma cara nova ao que chamou de extensa rede de proteção social, incluindo também no novo programa o Bolsa-Família.

“O Bolsa-Família não vai acabar, apenas mudar de nome e ganhar uma configuração diferente, na qual os beneficiários não tenham apenas uma teia de proteção social, mas que possam ascender socialmente e reconquistar sua plena cidadania”, disse o ministro.

Segundo Roma, o Governo transferiu mais de R$ 294 bilhões até o momento para os programas sociais, contemplando só com o Bolsa-Família mais de 14 milhões de brasileiros.

Com o fortalecimento e a ampliação da rede social, o Bolsa Família estão na fila de espera mais de 1 milhão de pessoas, que devem ser contempladas pelo novo programa.

Ver mais:

>> Bolsa Família bate novo recorde histórico de contemplados: 14,69 milhões de famílias em maio

>> Segunda parcela do auxílio emergencial do Bolsa Família é pago para novo grupo de beneficiários; saiba se você faz parte

>> Ministério da Cidadania avalia novo benefício que pode substituir o Bolsa Família e o Auxílio Emergencial

Recorde 

Governo Federal inicia nesta terça-feira (18) o pagamento do Bolsa Família para os beneficiários com o Número de Identificação Social (NIS) final 1. Em maio, o programa do Governo Federal bateu novo recorde histórico, com 14,69 milhões de famílias contempladas.

A maior marca anterior havia sido registrada no mês passado, com 14,61 milhões de famílias. O processamento da base de dados para esse público foi concluído e pode ser consultado em www.cidadania.gov.br/auxilio.

O valor da folha de pagamento do Auxílio Emergencial 2021 para o público do Bolsa Família (PBF) em maio é de R$ 2,95 bilhões. A maior parte das 9,68 milhões de famílias beneficiárias neste mês (mais de 50%) é composta por mulheres chefes de famílias: 5,050 milhões de pessoas que receberão R$ 375 cada. O investimento neste público é de R$ 1,89 bilhão.

Em segundo lugar aparecem os beneficiários que receberão o valor padrão. Eles representam 3,307 milhões com direito a R$ 250 (33,4% da folha), com um repasse de R$ 828 milhões no mês. Outras 15,7% das famílias são unipessoais: 1,549 milhão de contemplados com R$ 150 cada, totalizando R$ 232 milhões.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal