Lançamento

Prefeitura do Recife lança campanha de mídia para chamar atenção sobre os perigos no trânsito

Peças publicitárias fazem parte da programação educativa do Maio Amarelo no Recife e trazem a mensagem de respeito à velocidade estabelecida na via.

A Prefeitura do Recife, em parceria com a Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária, iniciou uma campanha de mídia de massa para alertar os cidadãos sobre os fatores de risco de sinistros de trânsito.

O investimento faz parte da campanha do Maio Amarelo no Recife, que tem mobilizado diversas pastas e áreas da gestão pública. Entre as peças divulgadas, estão vídeos de 15 e 30 segundos veiculados em televisão, além de anúncios de página dupla em revistas e de mídias impulsionadas em redes sociais.

Nas peças, a imagem do diretor-geral do SAMU Recife, Leonardo Gomes, aparece se apresentando como médico e gestor do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência, a ideia é compartilhar com a população a rotina diária dos socorristas em atender as pessoas nas ruas e fazer o apelo para respeitar as leis de trânsito porque essa é uma atitude que salva vidas.

“O principal fator no trânsito que pode levar a morte e a grandes acidentes é a velocidade. Estamos no pior momento de atendimento à saúde pública no mundo e, para nós, é mais um desafio conseguir atender a pandemia e atender os acidentes de trânsito ao mesmo tempo. Não exceda a velocidade, cuide-se, cuide do outro, respeitar a lei de trânsito é igual a salvar uma vida”, destaca o gestor no vídeo veiculado.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, destaca a importância das abordagens educativas.

“Essa é mais uma forma de estar junto da população lembrando dos perigos de exceder a velocidade e desrespeitar as diversas leis de trânsito. Então, assim como estamos com os nossos agentes e orientadores nas ruas, queremos lembrar a todo o momento na TV, nas revistas e na internet que essa é uma questão importante e precisamos da participação de todos para fazer um trânsito sem vítimas fatais”, diz.

Ver mais:

>> Recife anuncia vacinação para pessoas com comorbidades com 18 anos de idade ou mais

>> Prefeito João Campos vistoria obras de saneamento na Zona Norte do Recife

“Mudar os comportamentos de risco que mais provocam sinistros de trânsito é fundamental e as campanhas de mídia de massa são essenciais, juntamente com ações de fiscalização. Parabenizamos a Prefeitura do Recife por seguir as melhores práticas internacionais na área com a sua primeira campanha, lançada durante este Maio Amarelo. Temos convicção de que nesse caminho, ao lado de uma política pública pautada por dados e com redesenho de vias, vamos conseguir avançar na prevenção de mortes e feridos no trânsito”, afirma Dante Rosado, coord. da Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global no Brasil.

De acordo com o DataSUS, são cerca de 33 mil mortes no trânsito por ano em todo país e, para cada morte, são cerca de 7 internações em UTIs. O Sistema Único de Saúde (SUS) acaba absorvendo essa demanda, o que gera um custo anual de cerca de R$ 52 bilhões, além de sobrecarregar ainda mais as UTIs que poderiam ser utilizadas no combate à maior pandemia do século, aponta o World Resources Institute (WRI, na sigla em inglês).

De acordo com o Observatório Nacional de Segurança Viária, em períodos anteriores à pandemia, até 60% dos leitos de UTI eram ocupados por vítimas de acidentes de trânsito.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS) a velocidade excessiva é o principal fator de risco que mais causa acidentes, responsável por uma em cada três mortes por acidentes de trânsito em todo o mundo.

De acordo com a instituição, a velocidade elevada provoca um efeito de afunilamento no campo visual, ou visão periférica do condutor, o que prejudica a percepção de pedestres e outros obstáculos nas ruas. Sem conseguir uma clara imagem do que está ao seu redor, o motorista eleva as chances de um atropelamento ou acidentes em geral.

Sobre Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global

A Iniciativa Bloomberg de Segurança Viária Global (BIGRS) trabalha com as principais organizações mundiais de segurança viária para implementar atividades de segurança no trânsito e coordenar com atores governamentais e não governamentais do país.

A BIGRS enfatiza a busca por resultados e o uso de mecanismos de monitoramento e avaliação de alta qualidade para avaliar continuamente o progresso. Para mais informações, visite: //www.bloomberg.org/program/public-health/road-safety/ (em inglês).

Maio Amarelo

Trata-se de um movimento internacional com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. A ação é coordenada entre o poder público e a sociedade civil, com a intenção de colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade.

A marca que simboliza o movimento, o laço na cor amarela, segue a mesma proposta de conscientização já idealizada e bem-sucedida, adotada pelos movimentos de conscientização no combate ao câncer de mama, ao de próstata e, até mesmo, às campanhas de conscientização contra o vírus HIV – a mais consolidada nacional e internacionalmente.

Portanto, a escolha proposital do laço amarelo tem como intenção principal colocar a necessidade da sociedade tratar os acidentes de trânsito como uma verdadeira epidemia e, consequentemente, acionar cada cidadão a adotar comportamento mais seguro e responsável.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal