Tensão

Ex-ministro da Saúde Pazuello passa mal durante CPI da Covid-19 no Senado; depoimento foi suspenso

Militar foi socorrido pelo senador Otto Alencar, que é médico, e disse que ele sofreu uma "síndrome vasovagal", que é uma perda transitória da consciência.

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello passou mal no intervalo da CPI da Covid, nesta quarta-feira, 19 de maio. O senador Otto Alencar, médico, o socorreu e afirmou que o ex-titular da Saúde sofreu uma “síndrome vasovagal”, que é uma perda transitória da consciência.

Por conta disso, o presidente da CPI, senador Omar Aziz, suspendeu a sessão, que será retomada nesta quinta-feira (20/5), a partir das 10h30.

Leia também:
>>> Ex-ministro inicia depoimento na CPI da Covid no Senado

Depoimento 

Na manhã desta quarta-feira, 19 de maio, o ex-minsitro da Saúde, Eduardo Pazuello, começou a prestar depoimento na CPI da Covid-19 no Senado. Os esclarecimentos, de acordo com informações, começaram a ser feitos Às 9h20 da manhã. As falas estão sendo transmitidas ao vivo pela internet.

Pazuello foi à CPI amparado por um habeas corpus concedido pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), que o permite ficar em silêncio sempre que entender que as perguntas possam levá-lo à autoincriminação.

Em sua fala inicial, o ex-ministro disse que está agradecido à CPI pela oportunidade de “esclarece a verdade” sobre a pandemia. Ele também prestou solidariedade às vítimas da Covid.

Falas

O ex-ministro da Saúde afirmou à CPI da Covid que o estoque de oxigênio hospitalar em Manaus ficou negativo durante três dias em janeiro. A fala gerou revolta de senadores na comissão. Eduardo Braga (MDB-AM) disse que o ex-ministro estava mentindo e que a carência do insumo durou mais.

“Quando a gente observa os mapas, a gente vê que a White Martins [empresa fornecedora de oxigênio] começa a consumir seus estoques já no fim de dezembro. Então, ela tem um consumo, uma demanda, e começa a entrar no negativo, e esse estoque vai se encerrar no dia 13 [de janeiro], quando acontece uma queda de 20% na demanda e no consumo do estado. No dia 15, já voltou a ser positivo o estoque de Manaus”, afirmou Pazuello.

Da redação do Portal com informações do Senado 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal