Solicitação

Em Jaboatão, Dom Fernando Saburido cobra medidas para evitar mortes por deslizamento de barreira

O arcebispo garantiu que a Arquidiocese vai intensificar as ações para ajudar no mínimo necessário para evitar que famílias que vivem em situação de risco passem por uma tragédia semelhante. 

O arcebispo de Olinda e Recife, Dom Fernando Saburido, acompanhou, no sábado (15), o trabalho de buscas pelos corpos de pai e filha que estavam soterrados após um deslizamento de barreira, em Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife.

“O que me preocupa bastante é a situação dos demais membros da população, que moram no em torno da casa que foi destruída, sobretudo no alto da barreira. Essas casas estão ameaçadas. É preciso que o governo tenha a preocupação de encontrar uma solução para isso. Que todos, governos estadual e municipal, possam se mobilizar para atender essa comunidade de uma maneira eficaz, porque o inverno está praticamente começando e outras chuvas virão. Não podemos correr o risco de ter outras perdas”, disse.

Dom Fernando comentou que a presença dele e do bispo auxiliar Dom Limacêdo Antônio teve o intuito de levar conforto e solidariedade aos familiares. No entanto, a dor da perda foi maior do que o poder das palavras dos religiosos.

“Viemos aqui para trazer a nossa palavra de apoio, o nosso lamento depois da situação tão dura que a família está passando. Tive a oportunidade de conversar com alguns membros da família, e a dor é muito forte. Não encontramos palavras que possam consolá-los. De repente, uma família vai embora. Quatro pessoas: os pais e dois filhos. Isso é muito doloroso”, lamentou.

Ver mais: 

>> Renildo Calheiros e Dom Fernando Saburido visitam obras de recuperação do Seminário de Olinda

>> Dom Fernando celebra Domingo de Ramos em Catedral vazia e cancela ritos da Semana Santa que terá restrições

Relembre o caso

Na última quinta-feira (13), por volta das 18h30, um deslizamento de barreira, no bairro de Cavaleiro, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife, atingiu a casa da família composta por quatro pessoas: Osvaldo Pessoa de Siqueira, de 39 anos, a esposa dele Sílvia Regina da Silva, de 36 anos, a filha do casal Isabeli Pessoa de Siqueira, 11 anos, e o outro filho do casal, Otávio Pessoa de Siqueira, de 16 anos.

Ao longo da quinta-feira (13), choveu muito no Grande Recife e a barreira não suportou o volume de águas.

Cães farejadores e uma retroescavadeira foram usados para ajudar nas buscas. O corpo do adolescente foi encontrado ainda na noite da quinta-feira. A mãe das crianças foi encontrada sem vida na sexta-feira (14). Já os corpos de pai e filha foram achados na manhã deste sábado. Os dois morreram abraçados no sofá de casa.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal