Exemplo

Operação Apneia da PF ganha o IX Prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal

O prêmio estimula parcerias entre os entes que se dedicam à promoção da justiça e à defesa do Estado Democrático de Direito.

A Operação Apneia da Polícia Federal, conduzida pela Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros de da Superintendência da Polícia Federal em Pernambuco ganhou o IX Prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal, promovido pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR). O anúncio do vencedor foi feito em cerimônia virtual no 30 de abril, no canal da ANPR do YouTube.

 
O prêmio estimula parcerias entre os entes que se dedicam à promoção da justiça e à defesa do Estado Democrático de Direito. A comissão julgadora analisou 90 trabalhos inscritos e escolheu os finalistas e vencedores em cada categoria com base em critérios como eficiência, alcance social, criatividade, potencial de multiplicação e complexidade.

Todos os policiais da Delegacia de Repressão à Corrupção e Crimes Financeiros de Pernambuco (DELECOR) se sentem honrados pelo reconhecimento do Ministério Público Federal, com menção expressa à importância da atuação da PF na Operação Apneia.

A maior satisfação da equipe decorre sobretudo da certeza de que o nosso trabalho protegeu um bem de valor inestimável, que é a vida humana.

Operação
Operação Apneia da PF ganha o IX Prêmio República de Valorização do Ministério Público Federal

Leia mais:
>>> CPI da Pandemia: Justiça autoriza compartilhamento das provas no âmbito da Operação Apneia da PF

Operação investiga suspeita de fraude no auxílio emergencial

A Polícia Federal (PF) deflagrou, no dia 29 de abril, a Operação Quinta Parcela, em continuidade ao combate às fraudes ao Benefícios Emergenciais, os quais beneficiam parte da população com dificuldades financeiras em razão da pandemia.

Os trabalhos realizados são resultantes de uma união de esforços denominada Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial (EIAFAE), da qual participam a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério da Cidadania, CAIXA, Receita Federal, Controladoria-Geral da União e Tribunal de Contas da União.

Os escopos da atuação conjunta são a identificação de fraudes massivas e a desarticulação de organizações criminosas, com a identificação de seus integrantes e recuperar os valores para o erário.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal