Compromisso

João Campos realiza vistoria em ações de limpeza no Rio Tejipió

A medida visa otimizar o funcionamento da rede de drenagem drenagem de bairros como Totó, Barro, Areias, Caçote, Ibura e Imbiribeira, algumas das regiões mais afetadas pelas últimas chuvas no Recife.

O prefeito do Recife, João Campos, vistoriou as ações de limpeza de trechos do Rio Tejipió, que receberá um aporte de R$ 3,5 milhões para a operação na segunda-feira, 3 de maio. A medida visa otimizar o funcionamento da rede de drenagem drenagem de bairros como Totó, Barro, Areias, Caçote, Ibura e Imbiribeira, algumas das regiões mais afetadas pelas últimas chuvas no Recife.

Os serviços foram iniciados no último dia 19, seguirão pelos próximos seis meses e, com o anúncio, o prefeito amplia de R$ 7 milhões para R$ 10,5 milhões o investimento na limpeza dos 99 canais da cidade.

“A gente autorizou uma intervenção para fazer a limpeza, a manutenção desta área do Rio Tejipió. São três milhões e meio de Reais que serão executados nos próximos meses. A gente sabe que o Tejipió é um rio que está assoreado, então tem muito resíduo dentro dele e, quando vem uma chuva muito forte, termina impactando toda a região. Quando chove muito, o transtorno é grande para as famílias que aqui moram e que por aqui trafegam para poder se locomover pela cidade”, disse João Campos.

Ao todo, a intervenção contará com o trabalho de 50 homens, com apoio de máquinas e dois barcos para auxiliar na execução do serviço. Serão atendidos os quatro trechos mais críticos do rio.

Um trabalho que não pode ser realizado apenas pelo poder público, como destacou o prefeito.

“Com essa intervenção a gente vai garantir uma melhoria da qualidade da drenagem, mas a gente também precisa da participação de cada um e cada uma. Já foram tiradas mais de 342 toneladas de resíduos somente deste rio. É fundamental que cada um e cada uma possa fazer a sua parte, botar o lixo no lugar adequado, no local correto, para garantir que nossa cidade fique limpa”, reforçou João Campos. 

Morador do bairro do Caçote, o motorista Carlos José dos Santos, 54 anos, também defende que este é um compromisso que deve ser abraçado pela população.

“A Prefeitura está aqui fazendo a parte dela, mas nós precisamos fazer a nossa. Esse é um dinheiro que poderia estar sendo investido em educação, em saúde para a gente, mas está sendo colocado nesta obra em parte porque as pessoas não cuidam”, lamentou. A esperança de Carlos é de um inverno mais tranquilo. “Ainda que esteja em andamento, a limpeza já vai amenizar a nossa situação aqui neste inverno”, comemorou. 

João Campos
João Campos realiza vistoria em ações de limpeza no Rio Tejipió. Foto: Marcos Pastich/ PCR Imagem

Leia mais:
>>> Presidente da Alepe, Eriberto Medeiros recebe o prefeito do Recife, João Campos

Balanço

Iniciada em janeiro, a limpeza dos canais que cortam a cidade do Recife já resultou na retirada de quase 44 mil toneladas de lixo de 42 canais  até agora. A intervenção faz parte da Ação Inverno 2021, que envolve o trabalho de diversas Secretarias e Órgãos com foco na manutenção, prevenção e redução de danos na cidade para o período de chuvas.

Os serviços vêm sendo realizados pela Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), responsável pela limpeza dos 99 canais do município, operação que recebe investimentos anuais da ordem de R$ 7 milhões.

Para se ter ideia da dimensão do descarte incorreto de resíduos, a coleta mensal de lixo domiciliar da cidade gira em torno de 45 mil toneladas e, assim, o montante de lixo incorreto já retirado dos canais representa quase 20% das 224 mil toneladas de lixo total oriunda de coleta domiciliar e limpeza de canais do Recife até o final de abril de 2021.

Sem a compreensão e empenho da população, entretanto, os esforços se mostram insuficientes para garantir o escoamento das águas em períodos chuvosos.

Além dos danos causados à mobilidade da população, o descarte incorreto também afeta a flora, uma vez que boa parte dos materiais é composta por plástico, que leva centenas de anos para se decompor, além de também se tornar uma ameaça à fauna marinha, uma vez que parte desses resíduos chega ao mar e deixa os animais em risco, pois podem confundir o plástico com comida, fato que leva a milhares de mortes anuais de espécimes marinhos.

Até agora 42 canais já foram limpos desde janeiro, a exemplo dos canais do Arruda; Santa Terezinha (Santo Amaro); Ibiporã (Coque/Joana Bezerra); Fernandinho (Joana Bezerra); Derby-Tacaruna (Derby); do Arruda (Arruda-Vasco da Gama); da Cohab/Canal A (Torreão); do Torreão/Canal B (Torreão); da Barriguda (Encruzilhada); do Chié (Campo Grande); Passarinho (Nova Descoberta); Córrego da Padaria (Água Fria); do Serpro (Casa Forte); entre outros.

Canais com limpeza em andamento (10)

Córrego da Areia (Nova Descoberta); Rio Morno (Guabiraba); Canal Vila das Crianças (Cohab); Córrego do Cotó (Água Fria); Córrego do Caroá (Nova Descoberta); Canal da Rua Carlos de Brito (Engenho do Meio); Canal de São Leopoldo (Engenho do Meio); Três Carneiros/Monte Verde (Cohab); Travessa Realeza (Ilha de Joaneiro); e trechos do Rio Tejipió.

Ecoestações

Outro serviço disponível para a população é o descarte através das Ecoestações, onde podem ser depositados objetos maiores como sofás, camas e demais eletrodomésticos. Atualmente há 10 Ecoestações instaladas no Recife estão nos bairros do Ibura, Imbiribeira, Campo Grande, Totó, Cohab, Torrões, Torre, Arruda, Pina (Via Mangue) e Iputinga.

Além dos recicláveis, as Ecoestações recebem outros tipos de resíduos, como móveis velhos, restos de pequenas obras residenciais e outros materiais, evitando que os entulhos sejam descartados irregularmente em vias públicas ou nos canais.

A população pode entregar uma quantidade de resíduos e entulho calculada em até um metro cúbico por dia de segunda a sábado, das 8h às 16h. Não são permitidos descartes de lixo hospitalar, industrial e eletrônico.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Recife

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal