Justiça

TRF-4 revoga prisão de Eduardo Cunha na Lava Jato; ex-deputado vai tirar tornozeleira

O ex-juiz aumentou a pena de Cunha para 15 anos e 4 meses, mas o TRF-4 a reduziu em 10 meses. 

Foi revogada a prisão do ex-presidente da Câmara dos deputados Eduardo Cunha pelo TRF-4 no âmbito do processo em que o ex-deputado foi condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas envolvendo o recebimento de US$ 1,5 milhão em propina na compra de um bloco de petróleo na África.

O caso foi denunciado por Rodrigo Janot quando Cunha presidia a Câmara. Depois da cassação, o processo desceu para a 13ª Vara Federal em Curitiba. Sergio Moro manteve a condenação, absolvendo o emedebista de uma acusação inicial de crime eleitoral.

O ex-juiz aumentou a pena de Cunha para 15 anos e 4 meses, mas o TRF-4 a reduziu em 10 meses.

Ver mais: 

>> Eduardo Cunha diz que prefere Bolsonaro ao PT: “qualquer opção é melhor”

>> Ex-deputado federal, Eduardo Cunha vira réu por crime de corrupção

>> Defesa de Eduardo Cunha pede suspeição de Moro ao STF

Com a nova decisão do tribunal, o ex-presidente da Câmara poderá tirar a tornozeleira eletrônica. Ele permanece em regime domiciliar por causa de outra ordem de prisão (cautelar), no âmbito da Operação Sépsis, na Justiça Federal em Brasília.

Defesa

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal