Saúde

Duas escolas e centro de vacinação do Cabo aplicam segunda dose em idosos que foram vacinados em janeiro com a AstraZeneca

Os agendamentos são feitos pelo e-mail do Programa Nacional de Imunização (PNI) da cidade que fica localizada na Região Metropolitana do Recife.

Duas escolas de referência do Cabo de Santo Agostinho dos bairros de Pontezinha (Eronides Soares) e de Gaibu (Professora Maria Thamar Leite da Fonseca) vão abrir nesta quarta-feira (28) para a vacinação de reforço (D2) nos idosos que receberam a primeira dose da Astrazeneca em janeiro.

O Centro de Vacinação Covid-19 também estará com estrutura montada para receber essas pessoas. Na quinta (29), além do Centro, que funciona de segunda a sábado na Praça Nove de Julho, a escola que ficará aberta será a de Ponte dos Carvalhos (Manoel Davi Pereira da Costa). Sempre das 8h às 13h.

Na terça-feira (27), técnicos da Saúde do Cabo estiveram na localidade de Jussaral para também aplicar a segunda dose da Astrazeneca na população rural do município.

No sábado (1º), Dia do Trabalho, o Centro de Vacinação Covid-19 receberá trabalhadores da saúde privada, funcionários de clínicas que foram cadastrados pelas empresas.

Os agendamentos são feitos pelo email do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Cabo ([email protected]). Os técnicos da Saúde entram em contato com os profissionais confirmando o dia da vacinação.

Os outros grupos são de demanda espontânea, ou seja, quem tiver idade para ser vacinado, pode se dirigir a algum local, sem agendamento prévio, onde há aplicação das doses. As pessoas devem levar documento de identidade, comprovante de residência e cartão do SUS.

Redução

A Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) fechou parceria com a Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho para fomentar a vinda de novos empreendimentos para a cidade do Cabo.

Com o intuito de transformar o bairro do Paiva em polo de desenvolvimento das empresas de turismo, a prefeitura do Cabo de Santo Agostinho colocou em vigor a lei de redução de 30% no Imposto Territorial e Predial Urbano (IPTU) e no Imposto Sobre Serviços (ISS).

No caso do ISS, trata-se de tributo cobrado pelos municípios e pelo Distrito Federal. Isso significa que todos os valores recolhidos a título de ISS são destinados aos cofres públicos municipais. Sua incidência se dá nos casos em que ocorre uma prestação de serviço, com regras gerais subordinadas à Lei Complementar 116/2003 e a Lei 11.438/1997.

Da redação do Portal com informações da Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal