Oportunidade

Estudantes da UPE em situação de vulnerabilidade social terão 187 novas bolsas de apoio finaceiro; veja valor

A seleção de Bolsas de Permanência e de Desenvolvimento Acadêmico integra o Programa de Fortalecimento Acadêmico.

A Pró-reitoria de Graduação (Prograd) da Universidade de Pernambuco (UPE) abriu seleção para a oferta de 187 bolsas de apoio financeiro para estudantes de graduação com vulnerabilidade socioeconômica, que não exerçam atividade remunerada e que se encontrem devidamente matriculados nas Unidades de Educação da UPE.

As inscrições poderão ser feitas no período de 23 de abril a 10 de maio. A oportunidade é válida tanto para alunos veteranos quanto para ingressantes da UPE. A seleção de Bolsas de Permanência e de Desenvolvimento Acadêmico integra o Programa de Fortalecimento Acadêmico. O valor total disponibilizado será de R$ 431,6 mil.

As bolsas são destinadas aos estudantes em maior vulnerabilidade econômica e social, independentemente da unidade em que foram matriculados. Haverá também bolsas emergenciais/eventuais que têm por objetivo auxiliar financeiramente os acadêmicos  regularmente matriculados que estejam com dificuldades socioeconômicas emergenciais, comprovadas/evidenciadas, inesperadas e momentâneas, que coloquem em risco a sua permanência na universidade.

Leia mais:
>>> Orçamento 2021: Educação é o ministério com maior corte; Economia e Defesa também sofreram redução

As bolsas serão distribuídas da seguinte forma: 145 para alunos veteranos, incluindo-se os ingressantes 2020.1, com valor mensal de R$ 260 para cada bolsa, com duração de dez meses; 30 para alunos ingressantes da 2ª entrada de 2020 (2020.2), com valor mensal de R$ 260 para cada bolsa, com duração de cinco meses; 12 para situação emergencial/eventual com valor mensal de R$ 260 para cada bolsa, com duração de cinco meses.

Para efetuar sua inscrição, o candidato deve, no período indicado no cronograma, adotar os seguintes procedimentos: acessar o endereço eletrônico da UPE (//www.upe.br/pfa2), tomar ciência das normas do Edital e preencher, de acordo com as instruções específicas, o formulário que estará disponibilizado online no acesso restrito do aluno.

Orçamento para Educação

O presidente Jair Bolsonaro sancionou na quinta-feira, 22 de abril, a lei orçamentária de 2021 com veto a R$ 19,767 bilhões, cancelados definitivamente, e bloqueio adicional de R$ 9,3 bilhões em despesas discricionárias, que podem ser liberados no decorrer deste ano. Os maiores bloqueios foram nos ministérios da Educação (2,7 bilhões), Economia (R$ 1,4 bilhão) e Defesa (R$ 1,3 bilhão).

Somando os cancelamentos e bloqueios, o Orçamento perdeu R$ 29,1 bilhões em comparação com o projeto aprovado pelo Congresso em março. No entanto, o Executivo já encaminhou ao Congresso projeto de lei de crédito suplementar de R$ 19,768 bilhões que na prática repõe os valores vetados.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal