Declaração

Vereador diz que ‘cachorro de rua tem que matar’ durante reunião da Câmara

A fala se deu durante sessão que pretendia criar o mês de prevenção à crueldade animal. O parlamentar também ironizou iniciativas de resgate de animais de rua.

O vereador Eli Corrêa (DEM) defendeu o sacrifício de animais de rua por supostamente transmitir doenças. A fala se deu no dia 19 de abril, durante sessão da Câmara Municipal de João Pinheiro, na região norte de Minas Gerasi, quando se votava um projeto que pretendia criar o mês de prevenção à crueldade animal.

“Cachorro na rua, pra mim, é perder tempo. Eu, se passar por cima de um cachorro, nem olho para trás. Cachorro na rua é proibido, fica atentando os outros, pega um coitado aí, as vezes está doente, o cachorro pega aí, a pessoa até morre por conta de uma mordida de um cachorro. Principalmente essas épocas, agosto e setembro, que cachorro fica doido, fica louco, morde qualquer um. Tem que matar é no tiro e na carreira”, afirmou o parlamentar.

O vereador chegou a ironizar iniciativas de resgate de animais de rua

“Quando tinha uma carrocinha de catar cachorro, doente morrendo, só ficava aquele que tinha certeza que era saudável, o resto morria tudo”, declarou.

O caso repercutiu após o deputado federal Fred Costa (Patriotas) publicar em rede social a fala do político, afirmando que entrou com uma representação no Ministério Público de Minas Gerais.

Confira o vídeo:

Leia mais:
>>> Ex-deputado chuta e xinga morador de rua após idoso ser filmado batendo em cachorro

Apologia ao crime

Por meio de nota, o Ministério Público afirmou que está investigando o ocorrido. A promotora Luciana Imaculada de Paula disse que o vereador pode responder por apologia ou incitação ao crime.

“Recebemos a representação por parte do deputado. Ela será enviada ao promotor de Justiça de João Pinheiro para análise e providências no âmbito de suas atribuições criminais”, explicou.

A Polícia Civil de Minas Gerais informou que ainda não foi notificada sobre o caso.

Desculpas

Por meio de nota, Eli Corrêa se desculpou pelo ocorrido, afirmando que é a favor que os animais de rua sejam devidamente cuidados, para que não tragam riscos à população.

“Infelizmente fui tomado por emoção no meu pronunciamento sendo infeliz em algumas partes do meu discurso.Quero deixar claro que sou a favor de cães e de todo tipo de animais, sendo eles bem alimentados e de devidamente cuidados, para não trazer risco à população”, finalizou a nota. 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal