Manifestação

Sintepe realiza Carreata da Greve pela Vida nas ruas do Recife

Os profissionais de educação exigem retorno das aulas presencias somente quando toda a categoria for imunizada contra a Covid-19.

Aconteceu nesta sexta-feira, 23 de abril, a Carreata da Greve pela Vida realizada pelo Sintepe, e circulou por diversas ruas e avenidas da zona norte do Recife. A concentração foi na Fábrica da Macaxeira às 8h e chegou no Parque 13 de Maio por volta das 12h.

O sindicato deflagrou sua #GrevePelaVida na última segunda-feira, 19 de abril. Nas redes sociais, a associação publicou durante o dia alguns momentos da carreata. Confira:

O Sintepe recorre na Justiça da decisão do Tribunal de Justiça de Pernambuco de decretar a greve ilegal. Até a assembleia geral da categoria, que ocorrerá no próximo dia 27 de abril às 9h, a categoria continua mobilizada.

Leia mais:
>>> Em Pernambuco, Justiça determina fim da greve dos professores da rede estadual

Greve

Em assembleia geral virtual realizada no dia 15 de abril, trabalhadores e trabalhadoras em Educação do Estado de Pernambuco decretaram greve em todas as atividades presenciais na rede estadual de ensino, alegando que os professores e demais membros da categoria devem ser vacinados antes do retorno nas escolas.

O Sintepe representa professores e professoras, servidores administrativos e analistas da rede pública estadual de Pernambuco. O Sindicato já colocou nas ruas a Campanha “Respeite nossas vidas! Vacine os/as Trabalhadores/as em Educação!”. A campanha está sendo veiculada em mídia externa e nas redes sociais do Sindicato.

A ideia é reforçar a luta pela vida de toda comunidade escolar – ameaçada pela covid-19 – e posicionar-se contra o retorno às atividades presenciais neste momento da pandemia.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) entrou com uma ação no TJPE e a Corte Especial deu uma decisão determinando que a greve seja suspensa, mas o sindicato decidiu que continuará em greve, afirmando que as multas aplicadas pela Justiça por causa das greves, são muito pesadas, e tem o objetivo de quebrar a organização sindical.

“As multas são pesadíssimas e podem asfixiar e quebrar a organização sindical que apenas luta pela saúde e a vida, em um movimento absolutamente legítimo e que cumpriu todos os requisitos legais.”

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal