Expectativa

Pernambuco decide situação do Plano de Convivência com à Covid até o dia 25

Decreto entrou em vigor no dia 1º de abril com restrições de horários durante a semana e nos fins de semana. Governo vem avaliando os impactos da pandemia no Estado.

As medidas do novo Plano de Convivência com à Covid-19 no estado de Pernambuco terminam neste domingo, 25 de abril. A expectativa é de que até esta data, prazo final o Governo do Estado divulgue se manterá as medidas ou restringirá ainda mais as atividades econômicas no território pernambucano. Atualmente, atividades consideradas não essenciais seguem funcionando com horário limitado durante a semana e nos fins de semana. O objetivo é frear os impactos da crise sanitária que afeta o Estado desde março  de 2020.

De acordo com informações da imprensa, a tendência é que o governador de Pernambuco, Paulo Câmara, mantenha as regras que passaram a valer no dia 1º de abril de 2021. No mês de março, o estado de Pernambuco vivenciou um segundo Lockdown, onde atividades não essenciais ficaram sem funcionar durante duas semanas.

Pandemia em Pernambuco

Pernambuco confirmou no domingo, dia 18/04, 1.346 novos casos da Covid-19. Ao todo, o Estado soma 382.164 confirmações (38.666 graves e 343.498 leves). O boletim também registra mais 1.017 pessoas recuperadas da doença, totalizando 324.576 curas.
Também foram confirmados, por exames, 33 novos óbitos (18 femininos e 15 masculinos), registrados entre os dias 15/03/2021 e 17/04/2021. Com isso, o Estado totaliza 13.212 mortes pela doença.

Vacinação

Até o domingo, dia 18/04, Pernambuco já aplicou 1.575.253 doses da vacina contra a Covid-19, das quais 1.165.159 foram primeiras doses. No total, 410.094 pessoas finalizaram o esquema. Confira:

  • Trabalhadores da saúde – 227.809 (1° dose) e 183.251 (2° dose)
  • Povos indígenas aldeados – 25.073 (1° dose) e 24.633 (2° dose)
  • Comunidades Quilombolas – 31.225 (1° dose) e 36 (2ª dose)
  • Idosos institucionalizados – 6.192 (1° dose) e 4.534 (2° dose)
  • Idosos (64 a 69 anos) – 312.267 (1° dose) e 21.240 (2° dose)
  • Idosos (70 a 79 anos) – 373.785 (1° dose) e 136.389 (2° dose)
  • Idosos (entre 80 e 84 anos) – 100.366 (1° dose) e 32.408 (2° dose)
  • Idosos (85 anos e mais) – 86.461 (1° dose) e 6.841 (2° dose)
  • Pessoas com deficiência institucionalizadas – 911 (1° dose) e 762 (2° dose)
  • Trabalhadores das forças de segurança e salvamento – 1.070 (1° dose)

Avaliação

O Estado de Pernambuco e a Região Nordeste registraram as menores taxas de mortalidade por Covid-19 do Brasil em relatório da Organização Panamericana de Saúde (OPAS), divulgado na última sexta-feira, 16 de abril.

Os dados da publicação foram analisados pelo governador Paulo Câmara e pelos integrantes do Gabinete de Enfrentamento ao Coronavírus, na manhã deste domingo, 18 de abril.

De acordo com o documento da OPAS, nos últimos 30 dias Pernambuco registrou uma taxa de mortalidade de 16,5 casos para cada 100 mil habitantes. Menos da metade da média nacional, que foi de 39,2 casos para cada 100 mil habitantes. Já a taxa de mortalidade da Região Nordeste ficou em 25,1 casos por habitante, bem abaixo das regiões Norte (29,1), Sudeste (42,8), Centro-Oeste (56,6) e Sul (55,7).

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal