Transposição

Águas do Rio São Francisco são liberadas para reservatório no Ceará

Ação faz parte dos testes da estrutura que levará o recurso hídrico para os estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

Foram retomados, nesta semana, os testes da estrutura que leva as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco da Barragem de Atalho ao Reservatório Porcos, no Ceará. Essa é mais uma das etapas que levará os recursos hídricos aos estados da Paraíba e do Rio Grande do Norte, além de abastecer os cearenses. A liberação de água do rio São Francisco faz parte das atividades de testes e comissionamento dos componentes hidromecânicos do Reservatório Atalho e pode sofrer interrupções durante esse processo.

“Água é desenvolvimento e qualidade de vida. No Nordeste, o fornecimento para a população, que historicamente convive cotidianamente com a seca, é uma das prioridades do Governo Federal e do Presidente Jair Bolsonaro”, destacou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

A retomada dos testes na Barragem de Atalho ocorre após a recuperação da tubulação rompida em fevereiro deste ano. Por isso, as atividades tiveram que ser suspensas para os ajustes.

Projeto São Francisco

O Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco tem 260 quilômetros de extensão, três estações de bombeamento, 15 reservatórios, oito aquedutos e três túneis. Todas as estruturas responsáveis pela passagem de água até o Reservatório Caiçara, na Paraíba, estão concluídas, restando apenas oito quilômetros de canais até o reservatório Engenheiro Ávidos, também na Paraíba, e serviços complementares que não comprometem a pré-operação. O total de execução física do trecho é 97,84%.

Quando todas as obras estiverem concluídas e em funcionamento, a expectativa é que o Eixo Norte garanta segurança hídrica a 6,5 milhões de pessoas em 220 cidades paraibanas, pernambucanas, cearenses e potiguares.

O Eixo Leste, por sua vez, tem 217 quilômetros de extensão, está em funcionamento desde 2017 e abastece 1,4 milhão de pessoas em 46 cidades pernambucanas e paraibanas.

No total, o Projeto soma 477 quilômetros de extensão e é o maior empreendimento hídrico do Brasil. Quando todas a estruturas e sistemas complementares nos estados estiverem em operação, cerca de 12 milhões de pessoas serão beneficiadas em 390 municípios de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte.

Leia Também: Governo Federal autoriza mais 1,3 mil leitos de UTI Covid-19 para 16 estados

Governo Federal autoriza mais leitos de UTI 

Mais 1.301 leitos de UTI adulto e 35 leitos de UTI pediátrica foram autorizados nesta quarta-feira (14/4) pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde para atendimento de pacientes graves com covid-19. A autorização, em caráter excepcional e temporário, é mais uma ação da pasta em apoio aos estados, Distrito Federal e municípios para reforço do Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento da pandemia. 

Estão sendo beneficiados pelo Governo Federal vários municípios nos estados de Alagoas, Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo, conforme portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) – acesse aqui. O valor do repasse mensal será de mais de R$ 64,1 milhões, correspondente à abril. 

Leia Também: Trabalhador terá dez dias para contestar auxílio emergencial negado; veja como fazer

A autorização de leitos de UTI covid-19 pelo Governo Federal, ocorre sob demanda dos estados, que têm autonomia para disponibilizar e financiar quantos leitos forem necessários. Apesar disso, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência, disponibiliza recursos financeiros e auxílio técnico para o enfrentamento da doença. 

COMO FUNCIONA A AUTORIZAÇÃO 

O pedido de autorização para o custeio dos leitos covid-19 é feito pelas secretarias estaduais e municipais de saúde, que garantem a estrutura necessária para o funcionamento dessas unidades.

Para a autorização, basta que estados e municípios cadastrem a solicitação na plataforma SAIPS observando os requisitos necessários. Os critérios são objetivos, para dar celeridade e legalidade ao processo e garantir o recurso necessário o mais rápido possível. 

Entre os aspectos observados nas solicitações de autorização estão a curva epidemiológica do coronavírus na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e corpo clínico para atuação em UTI. 

Leia Também: Governo Federal zera imposto de cilindros e sensores de oxigênio

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal