Posicionamento

General diz ao presidente Bolsonaro em redes sociais que “é chegado o momento da decisão”

A declaração veio após o encontro entre o deputado e Bolsonaro para a entrega do símbolo militar.

Na última sexta-feira, 9 de abril, o general Eliéser Girão Monteiro Filho usou as redes sociais para apoiar o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. A declaração veio após o encontro entre o deputado e Bolsonaro para a entrega do símbolo militar. Na ocasião, o general, que é parlamentar federal pelo estado do Rio Grande do Norte, usou termos que comuns entre os militares afirmando que “é chegado o momento da decisão”.

“Com os devidos cumprimentos, entregamos ao Presidente Jair Bolsonaro o símbolo maior da nossa trajetória Militar e Política: A Hora da Onça Beber Água. É chegado o momento da decisão. Com isso, reafirmo meu compromisso e lealdade ao nosso capitão! #ConteComigoBolsonaro, escreveu o Girão, ao lado de uma foto com o presidente.

Leia também:
>>>Marco Aurélio Mello diz que Câmara “tem que tocar” pedidos de impeachment contra Bolsonaro

Declaração

O presidente Jair Bolsonaro criticou na sexta-feira (9) a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Luís Roberto Barroso que determinou a abertura de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) no Senado para investigar eventuais omissões do governo federal no combate à pandemia de covid-19.Bolsonaro, Bolsonaro diz que objetivo da CPI da pandemia é desgastar governoBolsonaro, Bolsonaro diz que objetivo da CPI da pandemia é desgastar governo

No dia 8, Barroso atendeu ao pedido de liminar feito pelos senadores Jorge Kajuru (GO) e Alessandro Vieira (SE), ambos do Cidadania. Os parlamentares alegaram suposta omissão da Casa na instalação da CPI, diante do requerimento com assinaturas suficientes de senadores para abertura da comissão.

Pela manhã, ao conversar com apoiadores na entrada do Palácio da Alvorada, o presidente disse que o objetivo da CPI é desgastar o governo federal.

“A CPI não é para apurar desvios de recursos de governadores, é para apurar, segundo está na ementa do pedido de CPI, omissões do governo federal, ou seja, uma jogadinha casada Barroso-bancada de esquerda no Senado para desgastar o governo. Eles não querem saber do que aconteceu com os bilhões desviados por alguns governadores e alguns poucos prefeitos também”, disse. “Lá dentro do Senado tem processo de impeachment contra ministro do Supremo Tribunal Federal. Quero saber se o Barroso vai ter coragem moral de mandar instalar esse processo de impeachment também. Pelo que me parece falta coragem moral para Barroso e sobra ativismo judicial”, acrescentou.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal