Crise

LG anuncia encerramento de operações no mercado de celulares no mundo

Empresa disse que a expectativa é de que a desaceleração do negócio seja concluída até o dia 31 de julho deste ano.

A marca de eletroeletrônico LG anunciou na última segunda-feira, 5 de abril, o encerramento da produção de aparelhos de celulares. A decisão foi tomada pelo conselho de administração. Segundo informações, a expectativa é de que a desaceleração do negócio seja concluído até o dia 31 de julho deste ano.

Em nota divulgada, a marca afirmou que a decisão saída do mercado é estratégica e permitirá a empresa concentrar recursos em áreas de crescimento.

“A LG fornecerá suporte de serviço e atualizações de software para clientes de produtos móveis existentes por um período que varia de acordo com a região. A LG trabalhará em colaboração com fornecedores e parceiros de negócios durante o encerramento do negócio de telefonia móvel. Os detalhes relacionados ao emprego serão determinados em nível local”, informou o comunicado.

Ainda de acordo com a LG, as principais tecnologias desenvolvidas durante as duas décadas de operações de negócios móveis da LG também serão mantidas e aplicadas a produtos existentes e futuros.

Com o anúncio desta segunda-feira, a LG se torna a primeira grande empresa que produz celulares a se retirar deste mercado.

>>Volkswagen e Mercedes-Benz suspende fabricação de veículos no Brasil

Crise

As montadoras Nissan e Toyota anunciaram a suspensão de suas atividades no Brasil por causa do agravamento da transmissão de covid-19. Segundo o Ministério da Saúde, o país tem mais de 300 mil vítimas da doença confirmadas. A Mercedes-Benz e a Volkswagen já haviam anunciado paralisação das atividades.Nissan, Nissan e Toyota suspendem atividades no Brasil por conta do agravamento da pandemiaNissan, Nissan e Toyota suspendem atividades no Brasil por conta do agravamento da pandemia

Em nota, a Nissan informou que decidiu adotar férias coletivas no Complexo Industrial de Resende, no Rio de Janeiro, no período de 26 de março a 9 de abril, retomando a produção no dia 12. Segundo a empresa, a medida tem como objetivo

“garantir a segurança de seus funcionários como parte do esforço de reduzir o impacto da pandemia, adaptar a empresa ao cenário atual dos desafios enfrentados pelo setor automotivo e garantir a continuidade do negócio”.

A Toyota informou que, a partir de segunda-feira (29), as quatro fábricas localizadas em São Bernardo do Campo, Indaiatuba, Sorocaba e Porto Feliz, todas em São Paulo, irão parar por até dez dias corridos.

“A medida tem como objetivo contribuir com a redução da circulação de pessoas no momento mais crítico da pandemia no país, além de atender a antecipação de feriados por parte de autoridades em algumas dessas regiões”, informou em nota.

As atividades, portanto, serão retomadas no dia 6 de abril em Indaiatuba e no dia 5 nas demais. A Toyota tem 5,6 mil trabalhadores no Brasil.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal