Educação

Retorno das aulas presenciais do ensino infantil da rede privada de PE gera insegurança aos pais de alunos

Governador Paulo Câmara autorizou a volta gradativa das instituições de ensino. A partir desta segunda-feira (5), permissão vale para os anos iniciais da Educação Infantil e Ensino Fundamental.

Nesta segunda-feira, 5 de abril, escolas da Rede Privada de Ensino de Pernambuco estão autorizadas a voltar a funcionar para o retorno de aulas presenciais, de acordo com o novo Plano de Convivência do Governo de Pernambuco. Mesmo com a decisão, pais de alunos se preocupam, pois o Estado vive uma segunda onda da doença com altos índices de mortes e de casos confirmados.

Estão autorizados a retornar as atividades presenciais a Educação Infantil e o Ensino Fundamental, nos anos iniciais. A partir do dia 12 deste mês, será a vez do Ensino Fundamental, nos anos finais e o Ensino Médio.

O novo Plano de Convivência do Governo de Pernambuco foi criado depois que o Estado vivenciou medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid-19. As novas regras passaram a valer no Estado no dia 1º de abril e são válidas até o dia 25 de abril.

Além de um calendário para escolas particulares, a Rede Pública Estadual já tem uma data para retorno. Nas escolas, as atividades pedagógicas, de forma presencial, serão autorizadas a partir do dia 19 para o 3º ano do Ensino Médio, Educação Infantil e Fundamental Anos Iniciais. A partir do dia 26, será a vez do retorno do 2º ano do Ensino Médio e Fundamental Anos Finais (9º e 8º Anos). Em 3 de maio, poderão retornar alunos do 1º ano do Ensino Médio e Fundamental Anos Finais (7º e 6º Anos).

Leia também:
>>>Pernambuco: Rede particular retorna com as aulas antes da rede estadual; confira as datas e fases

Plano de Convivência

O Plano de Convivência das atividades econômicas com a Covid-19, que entra em vigor a partir desta quinta-feira (01.04), terá normas diferenciadas para os municípios localizados fora da Região Metropolitana do Recife (RMR).

O Governo de Pernambuco publicou no Diário Oficial do Estado desta quarta-feira (31.03) o decreto nº 50.485, que permite o funcionamento do comércio de centro e de shopping, assim como as feiras de confecções, no horário das 5h até 20h em dias úteis, respeitando o limite de até dez horas de funcionamento contínuo. Nos fins de semana, o horário será das 6h às 17h, sendo permitido por até oito horas contínuas.

A medida vale para as principais feiras de confecções do Agreste, mas também se estende às atividades do varejo, como lojas, serviços de salões de beleza e escritórios. Ainda de acordo com o decreto, cabe às prefeituras delimitarem o horário de funcionamento desses serviços, de acordo com a característica da economia local.

Pandemia em Pernambuco

Pernambuco confirmou no domingo, dia 04/04, 635 novos casos da Covid-19. Ao todo, o Estado soma 355.617 confirmações. O boletim também registrou mais 118 pessoas recuperadas da doença, totalizando 300.385 curas.

Também foram confirmados, por exames, 28 novos óbitos (19 femininos e 9 masculinos), registrados entre os dias 26/02/2021 e 02/04/2021. Com isso, o Estado totaliza 12.377 mortes pela doença.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal