Saída

Prefeito de Carpina anuncia desfiliação do PDT; saiba o motivo

Na ocasião, o chefe do executivo municipal também afirmou que não irá filiar-se a nenhum partido já que não terá o direito de concorrer ao cargo no próximo pleito.

O prefeito da cidade de Carpina, Manoel Botafogo, fez um anúncio na última quarta-feira, 24 de março, a sua saída do Partido Democrático Trabalhista (PDT). De acordo com o gestor municipal, a sua desfiliação se deu por conta de um descontentamento com o presidente estadual do partido, o deputado federal Wolney Queiroz.

De acordo com informações, o presidente da sigla estadual não vinha atendendo as ligações do prefeito de Carpina. Na ocasião, o chefe do executivo municipal também afirmou que não irá filiar-se a nenhum partido já que não terá o direito de concorrer ao cargo no próximo pleito.

No dia 15 de novembro de 2020, primeiro turno das eleições municipais, a cidade de Carpina, na Zona da Mata pernambucana, elegeu o prefeito Botafogo com 51,59% dos votos. Ao todo, o gestor municipal recebeu um total de 21.956 votos. Na ocasião, concorreram ao cargo os prefeituráveis Joaquim Lapa (PTB), Dé do Picolé (DC) e Paulo Fernando (UP). O município contou com 1.095 votos brancos, 2.595 votos nulos e 6.886 abstenções.

Leia mais:
>>>Bolsonaro sorrir sobre saída de Maia: “Seja feliz. Tudo acaba um dia”

Outra saída

O vereador Fernando Holiday (Patriota) confirmou a saída do Movimento Brasil Livre (MBL) e disse que tomou a decisão por dois motivos que, para ele, são fundamentais: a oposição ao aborto e a defesa de causas da comunidade LGBT.

Holiday é gay e demonstra insatisfação porque as bandeiras não são priorizadas pelo movimento.

“Estou saindo por razões pessoais, tenho projetos que quero desenvolver que nesse momento que não são prioridade para o momento, de proteção à vida e causas LGBT”, explicou em entrevista à Folha.

A decisão deve ser anunciada oficialmente nesta quinta-feira (28) em nota conjunta.

“Minha saída vai ter um impacto inicial para o movimento, mas por outro lado vai ser uma oportunidade de o MBL testar novas vozes, novas lideranças. Acho que vai ser mais arriscado para mim, já que me tornei conhecido por causa do grupo”, ponderou Fernando Holiday.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal