Comunicado

Entidades médicas pedem fim do kit Covid para tratamento e prevenção

Grupo de 80 sociedades médicas reafirma que remédios como cloroquina, ivermectina, azitromicina e nitazoxanida não têm eficácia comprovada.

Entidades médicas reunidas pela Associação Médica Brasileira (AMB) emitiram uma nota, nesta terça-feira (23/3), pedindo o banimento do chamado Kit Covid para prevenção e tratamento da infecção causada pelo coronavírus.

As 80 sociedades que assinam o documento voltam a afirmar que é necessário distanciamento social, higiene das mãos e uso de máscaras, além de vacinação urgente para todos os brasileiros, para controlar a epidemia.

“Reafirmamos que, infelizmente, medicações como hidroxicloroquina/cloroquina, ivermectina, nitazoxanida, azitromicina e colchicina, entre outras drogas, não possuem eficácia científica comprovada de benefício no tratamento ou prevenção da Covid-19, quer seja na prevenção, na fase inicial ou nas fases avançadas dessa doença, sendo que, portanto, a utilização desses fármacos deve ser banida“, diz a nota.

Leia mais:
>>> Governo do DF contratará servidores aposentados para combater pandemia

As entidades alertam ainda sobre a falta de medicamentos para a intubação de pacientes graves, de material de apoio e profissionais especializados neste tipo de tratamento.

“São urgentes esforços políticos, diplomáticos e a utilização de normativas/leis de excepcionalidade, para solucionar a falta de medicamentos ao atendimento emergencial de pacientes hospitalares acometidos pela Covid-19, em especial de bloqueadores neuromusculares, opioides e hipnóticos – indispensáveis ao processo de intubação de doentes em fase crítica”, escrevem os especialistas.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal