Manifestação

Comerciantes de várias áreas considerados não essenciais protestam contra quarentena no Recife

O ato aconteceu em frente ao Palácio do Campos das Princesas, sede da gestão estadual.

Comerciantes dos setores que são considerados não essenciais pelo Governo do Estado protestaram na manhã desta quarta-feira (24) contra o fechamento de suas atividades durante a quarentena em Pernambuco, que começou no dia 18 e vai até 28 de março.

A concentração foi às 10h na frente da padaria Imperatriz, na Boa Vista, Centro do Recife. Estiveram presentes comerciantes, educadores, donos de restaurantes e de academias, entre outros setores.

Os manifestantes gritavam pedindo para trabalhar e seguravam vários cartazes: “hoje comércio emprega mais que construção civil” (em alusão à categoria considerada essencial); “ótica é serviço essencial; só quem usa óculos sabe o quanto é essencial”; “obrigado, Paulo Câmara, por fechar minha empresa. Cinco famílias sem emprego”.

Ver mais: 

>> Saiba o que vai funcionar no novo lockdown em Pernambuco de 18 a 28 de março

>> Paulo Câmara decreta lockdown em todo território de Pernambuco; veja quando

Decreto

Pelo Decreto 50.433, de 15 de março de 2021, que determina a quarentena em Pernambuco, apenas o que é considerado atividade essencial poderá funcionar nos próximos 11 dias.

Durante o período de quarentena, ficarão proibidos de funcionar os serviços de bares e restaurantes; shoppings e galerias comerciais; óticas; salas de cinema e teatros; academias; salão de beleza e similares; comércio varejista de vestuário, calçados, eletroeletrônicos e linha branca, cama, mesa e banho e produtos de armarinho; escolas e universidades (públicas e privadas); clubes sociais, esportivos e agremiações; práticas e competições esportivas; praias, parques e praças; ciclofaixas de lazer, eventos culturais e de lazer, além dos sociais. Igrejas e demais templos religiosos poderão abrir para atividades administrativas e para preparação e realização de celebrações via internet.

Permanecerão ativos os seguintes serviços considerados essenciais: supermercados; padarias; farmácias; postos de combustíveis; petshop; clínicas, ambulatórios e similares; bancos e lotéricas; transporte público; indústrias, atacado e termoelétricas; construção civil; material de construção; materiais e equipamentos de informática; lojas de materiais e equipamentos agrícolas, oficinas e assistências técnicas e lojas de veículos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal