Medida

Pernambuco reforça forças de segurança com efetivo extra durante Operação Quarentena

A fiscalização entre 18 e 28 de março contará com 4.990 profissionais, 2.907 são policiais militares, 1.324 são bombeiros militares, 617 são policiais civis e 142 são lotados na SDS.

Pernambuco reforça as forças de segurança sob coordenação da Secretaria de Defesa Social com efetivo extra para fiscalizar o cumprimento das medidas sanitárias, como orientações à população para o uso da máscara, distanciamento social, vigilância de espaços com restrições de uso e circulação e inspeção em comércios e outros tipos estabelecimentos.

Dos 4.990 profissionais, 2.907 são policiais militares, 1.324 são bombeiros militares, 617 são policiais civis e 142 são lotados na SDS. Para garantir esse incremento, que atuará em regime de jornada extra, o Governo de Pernambuco está investindo pouco mais de R$ 1 milhão.

Pernambuco
Policiais Militares fiscalizando as ruas. Foto: Divulgação

Leia mais:
>>> Pernambuco inicia 2021 com queda de 29,21% nos roubos, diz SDS; veja os números

Entenda

O estado inicia um novo período de quarentena nesta quinta-feira, 18 de março, em que todo o terriório pernambucano deve seguir as novas recomendações e orientações do decreto divulgado em rede social pelo governador Paulo Câmara (PSB), na última segunda-feira, 15 de março.

Decisão foi tomada após análise do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, e definiu que de 18 a 28 de março, todo o território estadual entra em lockdown, sendo permitidas, apenas, atividades essenciais.

O objetivo é conter o novo avanço da doença, que pressiona o sistema de saúde do Estado, registrando atualmente uma taxa de ocupação de UTI acima dos 95%.

“Estamos em um novo pico da crise e de ameaça crescente. É preciso reverter essa tendência para proteger cada vida e vencer. Adotamos novas medidas sociais e econômicas buscando reduzir o impacto da pandemia, mesmo diante de uma crise que também atinge o governo”, destacou Paulo Câmara, ressaltando que uma decisão nesse sentido não é simples, mas não pode haver omissão de nenhuma das partes envolvidas. “Nenhum governo vai vencer essa doença sozinho. Só é possível superar a pandemia se cada pessoa, família, empresa, cada um de nós for agente de proteção, de cuidado, guerreiros e guerreiras da vida”, reforçou o governador de Pernambuco.

Nesta nova quarentena, as pessoas não serão abordadas nas ruas e não precisarão mostrar documentos para informarem onde estão indo. Também não haverá o rodízio de carros nas ruas como em maio do ano passado e o governo não instalará barreiras nas cidades, nem multa individual por não uso de máscara. De acordo com o secretário estadual de Saúde, André Longo, a meta do novo lockdown é ter, pelo menos, 60% na taxa de isolamento social.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal