Despesas

Exército brasileiro vai gastar R$ 80 mil em bonecos do Rambo

A compra está sendo feita pelo Batalhão Mauá, de Araguari (MG), mas os produtos deverão ser distribuídos para outras unidades.

O Exército Brasileiro gastou cerca de R$ 730 mil em brindes e materiais de fotografia. A compra está sendo feita pelo Batalhão Mauá, de Araguari (MG), mas os produtos deverão ser distribuídos para outras unidades.

Entre os “presentes”,  está a miniatura do soldado Rambo, personagem do cinema protagonizado pelo ator Sylvester Stallone. As informações foram publicadas pela revista Veja.

Para a compra dos bonecos, foram gastos R$ 80 mil.

Segundo a reportagem, além das miniaturas, a lista inclui 110 ‘kits para churrasco’, acondicionados em uma maleta de alumínio, com uma gravação a laser na tampa e com o brasão do Exército. Os kits vão custar R$ 18.400.

Também estão incluídos na compra itens como: canetas, bonés e placas de todos os tipos.

Leia mais:
>>> Exército faz manipulação para fingir que militares usaram máscaras

Investimento em Pernambuco

Estimado em mais de R$ 1 bilhão, o projeto do Exército brasileiro permitirá a instalação de um complexo acadêmico e logístico na região metropolitana, possibilitando a formação anual de 1,2 mil sargentos.

A capital pernambucana disputa com as cidades de Ponta Grossa (PR) e Santa Maria (RS) a instalação da escola, atualmente sediada em Três Corações (MG). No início de abril, a comissão responsável visitará Pernambuco para avaliar as condições para que o Recife possa receber a estrutura, que ficaria no Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti (CIMNC), em Aldeia.

O Comandante promoveu, na sede do CMNE, no Curado, o encontro de representantes do Poder Público e da sociedade civil organizada, no intuito de fortalecer a mobilização para atrair o empreendimento para o Estado. Além do presidente da Alepe, também estiveram presentes os presidentes do TJPE, desembargador Fernando Cerqueira, da Fiepe, Ricardo Essinger, da Fecomercio-PE, Bernardo Peixoto, além de representantes da Associação Comercial de Pernambuco (ACP) e do Grupo Atitude.

Será determinante para a escolha do Recife como nova sede da ESA a concessão de condições e incentivos para que o investimento tenha o retorno desejado pelo comando do Exército brasileiro.

“Acredito que Recife esteja em excelentes condições de disputar a atração desse empreendimento estratégico do Exército. Será capital o apoio dos setores organizados, dos poderes e instituições”, afirmou o comandante general Freire Gomes.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal