Declaração

Gilmar Mendes acusa Ministro Ernesto Araújo de propagar Fake News

O chanceler acusou o Supremo Tribunal Federal (STF) de tirar a autoridade do Presidente Jair Bolsonaro sobre medidas de enfrentamento da pandemia da Covid-19.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes usou seu perfil do Twitter na noite da quarta-feira, 10 de março para desmentir o ministro da Relação Exteriores, Ernesto Araújo, que acusou o STF de tirar a autoridade do Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação a medidas de combate a pandemia da Covid-19. Na postagem, em inglês, Gilmar Mendes escreveu

“Fake News! Esses são os fatos: A Corte Suprema Brasileira decidiu que as administrações federais, estaduais e municipais tem autoridade de adotar medidas de distânciamento. Todos os níveis de governo são responsáveis pelo disastre que estamos enfrentando.”

Na postagem original, Ernesto Araújo, comentou em inglês, uma reportagem da CNN onde o especialista Dennis Carrol culpa as políticas do governo Jair Bolsonaro pelo descontrole da Covid-19 no Brasil. O chanceler mostrou as medidas que  Bolsonaro teria realizado durante a pandemia.

Elencado pelo ministro, estão a expansão no sistema público de saúde, aumentando o número de leitos de UTI, e também a criação do Auxílio Emergêncial, alcançando cerca de 67 milhões de pessoas.

Leia mais:
>>> STF define que União não pode requisitar insumos de saúde já comprados por estados ou municípios

Resposta da CNN Brasil

Na manhã desta quinta-feira, 11 de março, a CNN Brasil escreveu uma matéria respondendo ao chanceler Ernesto Araújo, afirmando que o ministro “utilizou argumentos infundados em uma publicação no Twitter para rebater uma reportagem da CNN americana sobre as mortes por Covid-19 no Brasil e as ações do presidente Jair Bolsonaro no combate à pandemia.”

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal