Votação

Confira como votaram os deputados sobre o parecer sobre a essencialidade das igrejas

O parecer foi rejeitado por 29 deputados, 9 votaram a favor do parecer, 7 não votaram e 2 não estavam presentes.

Foi votado nesta quinta-feira (11), durante reunião plenária da Alepe por vídeoconferência, o parecer da Comissão de Constituição, Legislação e Justiça que declarava a inconstitucionalidade dos PLs de nºs 1094/2020 e 1155/2020 foram apresentados, respectivamente, pelos deputados Pastor Cleiton Collins (PP) e Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), que inclui as igrejas entre as atividades essenciais em Pernambuco durante a pandemia.

O parecer foi rejeitado por 29 deputados, 9 votaram a favor do parecer, 7 não votaram e 2 não estavam presentes.

Com a derrubada do parecer da CCLJ, a constitucionalidade do projeto foi reconhecida e ele poderá ser levado às outras comissões e ao plenário. Pela atual configuração, a tendência é que o projeto seja aprovado em definitivo no plenário e as igrejas sejam reconhecidas como atividades essenciais em Pernambuco.

Ver mais:

>> Plenário da Alepe derruba parecer da CCJ que rejeitou as igrejas como atividade essencial

Confira como votaram os deputados:

Votaram contra o parecer que rejeitava incluir as igrejas como serviço essencial

  • Adalto Santos
  • Aglaílson Victor
  • Alberto Feitosa
  • Alessandra Vieira
  • Álvaro Porto
  • Antonio Coelho
  • Antônio Fernando
  • Clarissa Tercio
  • Clodoaldo Magalhães
  • Clóvis Paiva
  • Delegada Gleide Ângelo
  • Delegado Erick Lessa
  • Dulci Amorim
  • Fabíola Cabral
  • Fabrizio Ferraz
  • Guilherme Uchoa
  • Gustavo Gouveia
  • Henrique Filho
  • Joel da Harpa
  • Manoel Ferreira
  • Marcantonio Filho
  • Pastor Cleiton Collins
  • Priscila Krause
  • Roberta Arraes
  • Rogério Leão
  • Romero Albuquerque
  • Romero Sales
  • Wanderson Florêncio
  • William Brígido

Votaram a favor do parecer que rejeitava incluir as igrejas como serviço essencial

  • Aluísio Lessa
  • Diogo Moraes
  • Doriel Barros
  • João Paulo
  • José Queiroz
  • Juntas
  • Laura Gomes
  • Professor Paulo Dutra
  • Teresa Leitão
  • Tony Gel
  • Waldemar Borges

 

Nota de Esclarecimento da ALEPE 

A Assembleia Legislativa de Pernambuco vem a público esclarecer, a bem da verdade, que em nenhum momento se votou nesta Casa matéria sobre quem é contra ou a favor de qualquer igreja.

O que se votou, exclusivamente, foi se compete ao Legislativo ou ao Executivo definir, com base na Constituição Federal, quais são as atividades essenciais, para fins de combate ao coronavírus. Qualquer interpretação fora desse marco foge à realidade dos fatos.

A Assembleia Legislativa, a Casa de todos os pernambucanos, espaço democrático por natureza, reitera o seu respeito pela liberdade de pensamento dos seus membros, respeito por todas as denominações religiosas e, sobretudo, ao papel social e espiritual das igrejas.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal