Poluição

Em Olinda, milhares de peixes são encontrados mortos no Canal do Fragoso

Durante a manhã desta terça-feira (9), técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente estiveram no local para avaliar a situação.

Na manhã desta terça-feira (9), milhares de peixes apareceram mortos no Canal do Fragoso, em Olinda, no Grande Recife. Durante a manhã, técnicos da Agência Estadual de Meio Ambiente estiveram no local para avaliar a situação.

Pescadores e moradores do local acreditam que os animais estão morrendo por falta de oxigênio. O representante da Agência Estadual de Meio Ambiente – CPRH, Rodolfo Aureliano, sobre o assunto.

“Nosso laboratório está providenciando uma coleta da água para amanhã. Vamos analisar e identificar a origem da morte dos peixes. O resultado deve sair na faixa de uma semana”, avaliou Rodolfo.

Ver mais:

>> Confira quais peixes podem causar a doença da “urina preta” que ocasionou uma morte no Recife

>> Entenda o que é a doença de Haff ou doença da “urina preta” causada por peixes

>> Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes proíbe venda do peixe Arabaiana

Por meio de nota, a Prefeitura de Olinda informou que “já está ciente da situação” e que enviou uma equipe da Secretaria de Meio Ambiente, na segunda-feira (8), para recolher as amostras.

Segundo a prefeitura, o objetivo é descobrir a causa das mortes. A gestão ainda comunicou que fará a remoção dos peixes mortos ainda durante esta semana.

Alguns dos peixes começaram a serem vistos pela população em peixarias e estabelecimentos comerciais da região, em Fragoso e Rio Doce. A pescadora acrescenta que a tilápia é considera um peixe nobre e o quilo chega a custar até R$ 20.

“É um peixe caro. O pessoal não está com medo de comprar e consumir. Se saiu do viveiro mesmo, até umas 48 horas dá para comer tranquilo”, completou Kelly.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal