Crise

PT abre processo contra Marília Arraes na Comissão de Ética do partido

"Marília é uma pessoa problemática. Criou problema no PSB, tentou ir pro PSOL e não conseguiu. Foi pro PT e está conseguindo destruir o partido", disse o vereador do Recife Osmar Ricardo.

A executiva do Partido dos Trabalhadores decidiu, por 16 votos a 4, abrir um processo na Comissão de Ética do partido contra a deputada federal Marília Arraes (PT). A decisão interna foi realizada no último sábado, 6 de março, feriado da Carta Magna de Pernambuco.

De acordo com informações, o processo foi aberto por conta dos últimos comportamentos da parlamentar em nível federal e municipal.

Em entrevista ao Diario de Pernambuco, o vereador Osmar Ricardo, que também faz parte do mesmo partido que Marília, disse que a decisão do PT é certeira.

“O PT está no caminho certo: o de dialogar e debater. É um exemplo o que aconteceu com essa abertura do processo na comissão de ética.”, frisou o petista. “A deputada errou quando se alinhou à direita e isso possui consequências”, pontuou Osmar (PT).

Na entrevista, o parlamentar criticou a postura de Marília Arraes e declarou que a petista é uma pessoa problemática.

“Marília é uma pessoa problemática. Criou problema no PSB, tentou ir pro PSOL e não conseguiu. Foi pro PT e está conseguindo destruir o partido. Desde o lançamento de sua candidatura à prefeitura do Recife, ela vem destruindo a reputação do partido tanto no estado quanto no País”, disparou o petista.

No início de fevereiro, logo após a sua eleição para a Mesa Diretora, a Tendência do Partido dos Trabalhadores Avante de Sergipe – que tinha um candidato escolhido pela sigla para concorrer ao cargo que fora angariado por Marília -, repudiou a atitude da petista de lançar uma candidatura avulsa.

Cogitação

O ex-presidente Lula estaria considerando expulsar do PT a deputada federal Marília Arraes (PE). De acordo com a jornalista Amanda Almeida, da coluna de Lauro Jardim do O Globo, “Ele não tem gostado da insubordinação da deputada e neta de Miguel Arraes às determinações do partido.”

O gatilho para essa decisão de Lula teria sido a candidatura avulsa da deputada para a 2ª Secretaria da Câmara dos Deputados, derrotando a candidato do próprio partido. E mais recentemente, ficou do lado de Artur Lira sobre o sistema híbrido na volta aos trabalhos da Casa.

Leia mais:
>>> Ex-secretário de Paulo Câmara cobra atitude do PT por afronta de Marília Arraes

Respostas

A assessoria de Marília Arraes afirmou que a deputada não irá comentar a coluna do O Globo “por não se tratar de uma informação oficial”. Doriel Barros, Presidente do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco, através de sua assessoria de imprensa, disse que também não iria se pronunciar até que o PT nacional se manifeste de maneira oficial. Ainda afirmou que são “cmentários paralelos, de bastidores, não sabemos o que é real ou não”.

Cobrança

O ex-Secretário de Desenvolvimento Agrário de Pernambuco, Dilson Peixoto, em seu perfil no Instagramcobrou uma postura da direção nacional do PT após a deputada federal Marília Arraes,  derrotar o próprio partido e ter sido eleita ao cargo de segunda secretaria da Câmara Federal.

“Até quando a Direção Nacional do PT vai tolerar a postura desrespeitosa e de afronta às decisões coletivas que essa moça faz questão de tomar?”

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal