Repercussão

Petistas comemoram decisão de Fachin ao anular condenações de Lula

O próprio ex-presidente Lula, disse em sua conta no twitter, que "a decisão que hoje afirma a incompetência da Justiça Federal de Curitiba".

Após a notícia de que o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin anular todas as condenações contra o ex-presidente Lula e torná-lo novamente elegível, vários petistas comemoraram a decisão do ministro em suas redes sociais.

O próprio ex-presidente Lula, disse em sua conta no twitter, que “a decisão que hoje afirma a incompetência da Justiça Federal de Curitiba”.

“A decisão que hoje afirma a incompetência da Justiça Federal de Curitiba é o reconhecimento de que sempre estivemos corretos nessa longa batalha jurídica”, escreveu o ex-presidente.

A presidente Nacional do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann, aproveitou a situação para reclamar do ‘atraso de cinco anos’ e que o ex-juiz Sergio Moro ‘nunca poderia ter julgado Lula’.

Estamos aguardando a análise juridica da decisão do ministro Fachin, que reconheceu com cinco anos de atraso, que Sergio Moro nunca poderia ter julgado Lula”, escreveu.

O candidato do PT nas eleições presidenciais em 2018, Fernando Haddad falou sobre ‘justiça’ em seu post no twitter.

 

“Por justiça, a luta sempre vale. Sem ela, não há paz”. 

Ver mais: 

>> Urgente: Fachin anula todas as condenações de Lula e o torna elegível

>> Saiba o motivo que fez Fachin anular a condenação de Lula; veja decisão na íntegra

>> Kim Kataguiri após anulação das condenações de Lula: “Bolsonaro acaba de ser reeleito”

O senador pernambucana e ex-ministro do governo Lula, Humberto Costa (PT), afirmou que com as anulações de Fachin, “o maior presidente da história do país” volta a ser elegível.

O ministro do STF Edson Fachin acaba de anular todos os atos processuais envolvendo o ex-presidente Lula na Lava Jato de Curitiba. Com isso, o maior presidente da história do país fica elegível segundo a Lei da Ficha Limpa. O Brasil vai voltar a ser feliz”, escreveu.

A deputada federal Marília Arraes comemorou a decisão e lembrou da ex-mulher de Lula, Dona Marisa que foi faleceu em 2017 e que no Dia Internacional da Mulher tem uma notícia à celebrar.

Diante da decisão do ministro Fachin de anular as condenações contra Lula, é impossível não lembrar, neste #8M2021 , de Dona Marisa, que morreu em 2017, depois de ver sua família sofrer umas das mais agressivas e absurdas perseguições que o Brasil já assistiu. #Lula2022″, escreveu Marília.

O ex-prefeito do Recife e deputado estadual João Paulo (PCdoB), afirmou que com Lula elegível:

“Em 2022, teremos uma eleição que pode colocar um ponto final no obscurantismo bolsonarista. Agora, com a participação de Lula, a sucessão presidencial do ano que vem se torna, desde já, a mais importante e mais emocionante de nossa história”.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal