Patrimônio

Confira os dez parlamentares com as maiores fortunas do Brasil

Os dados foram obtidos no Radar do Congresso, com base no patrimônio declarado pelos parlamentares nas eleições de 2018.

O Congresso Nacional está repleto de parlamentares donos de verdadeiros impérios que, antes de ingressarem na política, já possuíam um patrimônio na casa dos seis dígitos.

Os dados foram obtidos no Radar do Congresso, com base no patrimônio declarado pelos parlamentares nas eleições de 2018.

Confira a seguir, os dez maiores parlamentares “ricaços” atuais da política nacional.

Ver mais: 

>> Parlamentares do Novo e Psol lideram transparência dos gabinetes no Congresso

1- Senador Tasso Jereissati (PSDB-CE)

Patrimônio declarado: R$ 389.019.698,60

Ele é uma das vozes mais influentes do PSDB, partido que ajudou a fundar. Foi eleito senador em 2014 para o seu segundo mandato e já foi governador do Ceará. É diretor do grupo Jereissat, que comanda uma rede de shoppings centers espalhados pelo país. Também foi coordenador no Nordeste da campanha de Aécio Neves à presidência do Brasil, sendo cotado inclusive para o cargo de vice-presidente.

Em uma lista da Forbes em 2015, Tasso foi o único brasileiro a figurar na lista de políticos mais ricos do mundo.

2- Senador Oriovisto Guimarães (Podemos-PR)

Patrimônio declarado: R$ 239.709.825,12

Economista e empresário do ramo da educação, o senador exerce seu primeiro mandato político. Professor de matemática, fundou com outros colegas de profissão o curso Positivo em 1972, dando origem ao Grupo Positivo.

3. Deputado Hercílio Coelho Diniz (MDB-MG)

Patrimônio declarado: R$ 38.844.003,09

Está no seu primeiro mandato, é empresário no ramo varejista. É dono do Grupo Coelho Diniz, uma das maiores redes de supermercado do Vale do Rio Doce.

4- Senador Eduardo Girão (Podemos-CE)

Patrimônio declarado: R$ 36.397.417,26

Também no primeiro mandato, ele é empresário no ramo de hotelaria, transporte de valores e segurança privada. Foi presidente do Fortaleza Esporte Clube em 2017. Uma de suas principais propostas de campanha era a redução do número de deputados federais de 513 para 300.

5- Senador Jayme Campos (DEM-MT)

Patrimônio declarado: R$ 35.284.444,05

Pecuarista e ex-prefeito de Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá, foi senador entre 2007 e 2015 e em 2018 voltou ao cargo.

6- Senador Eduardo Braga (MDB-AM)

Patrimônio declarado: R$ 31.624.764,31

O ex-governador do Amazonas foi reeleito para o senado e é engenheiro eletricista e empresário no ramo automobilístico.

7- Deputado Alexis Fonteyne (Novo-SP)

Patrimônio declarado: R$ 28.802.788,01

Também calouro na política, é engenheiro mecânico e empresário no ramo de pisos e revestimentos industriais.

8- Deputada Magda Mofatto (PL-GO)

Patrimônio declarado: R$ 28.192.320,76

A deputada reeleita em 2018 é a única mulher entre os mais ricos do Congresso. É dona de hotéis e de clubes em Caldas Novas (GO). Magda foi a relatora do processo sobre a prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ).

9- Senador Vanderlan Cardoso (PSD-GO)

Patrimônio declarado: R$ 26.664.659,57

Antes de chegar ao Senado, o empresário dos ramos alimentício e de higiene já foi prefeito de Senador Canedo, município da região metropolitana de Goiânia.

10- Senador Ciro Nogueira (PP-PI)

Patrimônio declarado: R$ 23.314.081,45

É herdeiro de uma família de políticos; neto de ex-prefeito e filho de ex-deputado federal. Empresário e advogado, foi reeleito senador nas eleições de de 2018.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal