Fake News

Detran-PE informa: É falso que motoristas sem máscaras serão multados

A notícia falsa tem circulado no WhatsApp.

O Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) divulgou um comunicado informando que é falsa a notícia de que motoristas podem ser multados e perder três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) caso sejam parados sem máscara dentro do carro ou sobre a moto. A fake news tem circulado no WhatsApp.

O texto afirma falsamente que tanto o Detran-PE, quanto a Polícia Militar, estariam sendo orientados a aplicar uma punição de R$ 128, caso seja constatado que o condutor ou passageiro não estão usando o equipamento de proteção contra a covid-19.

Detran-PE, Detran-PE informa: É falso que motoristas sem máscaras serão multados
Foto: Divulgação/ Detran

Ver mais:

>> Detran-PE entrega sala de espera de exame prático para candidatos a 1ª habilitação

>> Detran-PE divulga balanço da Operação Verão do último fim de semana

Lei do uso de máscara 

O governador Paulo Câmara assinou o decreto que regulamenta a Lei nº 16.918, de 18 de junho de 2020, que dispõe sobre a obrigatoriedade do uso de máscaras em todo o Estado de Pernambuco durante o período da pandemia causada pela Covid-19.

O uso de máscaras passa a ser obrigatório em vias públicas, parques e praças; pontos de ônibus, terminais de transporte coletivo, rodoviárias, portos e aeroportos; veículos de transporte coletivo, táxis e transporte por aplicativos; repartições públicas, estabelecimentos comerciais, industriais, bancários, empresas prestadoras de serviços e quaisquer estabelecimentos congêneres; e outros locais em que possa haver aglomeração de pessoas.

De acordo com o decreto, os órgãos públicos e estabelecimentos privados devem proibir a entrada, em seu recinto, de pessoas que não estiverem utilizando máscaras. Caso sejam identificados indivíduos sem o equipamento de proteção, os responsáveis pelos órgãos ou estabelecimentos deverão orientar sobre a necessidade do uso. Em caso de recusa, deverão determinar a retirada do infrator, inclusive com o acionamento de força policial, caso necessário.

As empresas que descumprirem a norma poderão ser autuadas e sofrer desde uma advertência até multas entre R$ 1 mil e R$ 100 mil, dependendo do porte do estabelecimento. A fiscalização será realizada por órgãos estaduais e municipais de vigilância sanitária, defesa do consumidor, defesa social, fiscalização do trabalho e do transporte, em articulação com a Secretaria Estadual de Saúde.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal