Agenda

Presidente Bolsonaro visita obra de duplicação de rodovia no Ceará

Com investimento total de R$ 182,3 milhões, a obra contará com a implantação de novas pontes, viaduto sobre a linha férrea e passarelas de pedestres.

O presidente Jair Bolsonaro visitou na tarde da sexta-feira (26) as obras do anel viário de Fortaleza e da duplicação de trecho da BR-222, que liga o município de Caucaia ao Porto de Pecém, na região metropolitana da capital cearense. Com investimento total de R$ 182,3 milhões, a obra contará com a implantação de novas pontes, substituição de pontes existentes, viaduto sobre a linha férrea e passarelas de pedestres. Presidente, Presidente Bolsonaro visita obra de duplicação de rodovia no CearáPresidente, Presidente Bolsonaro visita obra de duplicação de rodovia no Ceará

Presidente, Presidente Bolsonaro visita obra de duplicação de rodovia no Ceará
Presidente com apoiadores no Ceará. Foto: Cleber Caetano/PR

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, a duplicação é aguardada, principalmente, pelos caminhoneiros, pois deve melhorar a conexão entre os Portos do Mucuripe e do Pecém, reduzindo acidentes e o tempo de viagem.

Mais cedo, em Tianguá, interior do estado, o presidente participou da cerimônia de assinatura das ordens de serviços para conclusão de três obras rodoviárias que estão paralisadas no Ceará. Os trabalhos serão conduzidos pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Agência Brasil

Leia também:
>>>Bolsonaro revela quatro parcelas de R$ 250 em nova rodada do auxílio emergencial

Declaração

Em meio ao aumento dos números da pandemia da COVID-19no país, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta (26/2), que o governador que adotar medidas de restrição por conta da crise sanitária deverá bancar novas rodadas do auxílio emergencial.

A fala ocorre no momento em que governantes locais estudam e adotam medidas de fechamento para combater a disseminação do vírus, que matou mais de 251 mil brasileiros desde o início da pandemia.

“O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e daqui para frente o governador que fechar seu Estado, o governador que destrói emprego, ele é que deve bancar o auxílio emergencial. Não pode continuar fazendo política e jogar para o colo do presidente da República essa responsabilidade”, declarou Bolsonaro durante visita às obras de duplicação da BR-222, em Caucaia (CE).

Durante live semanal nessa quinta-feira (25/2), Bolsonaro disse que a proposta estudada pelo governo é pagar o auxílio a partir de março, por quatro meses e no valor de R$ 250.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal