Covid-19

Governo da Bahia amplia o toque de recolher no estado

Ocupação de leitos de UTIs atingiu a taxa de 80% neste domingo

O governo Bahia ampliou o toque de recolher em grande parte do estado devido ao aumento da ocupação de leitos UTIs para o tratamento do novo coronavírus (covid-19), que atingiu a taxa de 80% neste domingo (21). O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa, por meio das redes sociais.Governo da Bahia, Governo da Bahia amplia o toque de recolher no estadoGoverno da Bahia, Governo da Bahia amplia o toque de recolher no estado

A restrição na circulação de pessoas nas ruas passa a valer das 20h às 5h e envolve 381 cidades baianas, até o próximo dia 28 de fevereiro. A região oeste é a única exceção. Inicialmente, um decreto determinava que as pessoas devem ficar em casa das 22h às 5h até o dia 25 de fevereiro.

A determinação estabelece que o atendimento presencial em bares, restaurantes, lojas de conveniência e demais estabelecimentos similares que comercializem bebidas alcoólicas será encerrado às 18h. Apenas o delivery de alimentos fica permitido até as 23h. Já o transporte metropolitano (ônibus, metrô, ferryboat e lanchinhas) pode funcionar até as 20h30.

Conforme o decreto, no período das 20h às 5h é permitido o deslocamento somente para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos, ou situações em que fique comprovada a urgência.

Não são alcançados pelo decreto os serviços de limpeza pública e manutenção urbana; os serviços delivery de farmácia e medicamentos; e as atividades profissionais de transporte privado de passageiros.

Veja Mais 

>>>Salvador, Natal e João Pessoa anunciam medidas restritivas no combate à Covid; veja decretos

Capitais no Nordeste com medidas restritivas.

Três capitais importantes do Nordeste brasileiro anunciaram medidas restritivas para o combate contra o aumento no número de casos da Covid-19. Salvador, João Pessoa e Natal informaram medidas duras após o crescimento no número de casos e mortes do novo coronavírus.

Salvador-BA

O prefeito Bruno Reis anunciou novas medidas para complementar o novo toque de recolher determinado pelo governador Rui Costa, nesta segunda-feira (22). Em Salvador, as praias voltarão a ser fechadas por ao menos sete dias.

O fechamento será a partir da quarta-feira (24), para que barraqueiros e vendedores possam se organizar. Clubes sociais também voltarão a ser fechados na quarta.

Já a partir de terça-feira (23), todos os campos e quadras da cidade serão fechados e a prefeitura vai retirar a iluminação desses locais. Assim como as praias, as medidas também serão válidas por sete dias, e podem ser prorrogadas.

“Essas medidas não descartam que outras medidas mais necessárias sejam aplicadas nessa semana. Nem eu e nem o governador, hesitaremos em fechar tudo e desativar a segunda fase e primeira fase, se houve risco de colapso. O risco existe e está aí”, disse o prefeito Bruno Reis.

Ver mais:

>> Governador petista do Ceará anuncia toque de recolher e suspensão das aulas presenciais

>> Governador petista da Bahia avalia toque de recolher, após avanço do coronavírus

João Pessoa-PB

A Paraíba vai ter um toque de recolher e fechamento da orla a partir desta terça-feira (23), conforme foi anunciado pelo governador João Azevêdo (Cidadania) e pelo prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (PP), após uma reunião realizada pela manhã.

O objetivo é evitar um colapso nos serviços de saúde devido ao aumento dos casos de covid-19 e ocupação de leitos de UTI.

O decreto vai ser válido para toda a Paraíba, por 15 dias, e a fiscalização vai ser feita pelas forças de segurança do estado.

O governador João Azevêdo já havia anunciado a suspensão das aulas presenciais da rede pública de ensino da Paraíba, na manhã desta segunda-feira (22). As aulas começariam no sistema híbrido, com 30% da capacidade de alunos de forma presencial e 70% remota, no dia 1º de março.

A orientação na Paraíba é de que as escolas particulares também suspendam as aulas presenciais por pelo menos 15 dias, para frear o aumento de casos e evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

Natal-RN

O prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB), anunciou, nesta segunda-feira (22), que bares e restaurantes terão horário de funcionamento limitado até as 22h.

A Prefeitura de Natal também vai proibir venda de bebidas alcoólicas após as 22h em lojas de conveniências e similares.

Também fica proibida a veiculação de música ao vivo nesses estabelecimentos pelos próximos 15 dias.

“Infelizmente são medidas necessárias em virtude da situação atual. Volto a fazer um apelo para mantermos as medidas de prevenção como máscara, álcool e o distanciamento social”, disse o prefeito de Natal.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal