Mudança

Bolsonaro anuncia redução no imposto de importação de bicicletas

Presidente escreveu que a medida foi uma decisão da Câmara de Comércio Exetior (Camex), do Ministério da Economia.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou na noite da quarta-feira (17) que o governo vai reduzir de 35% para 20% a alíquota do imposto de importação de bicicletas no Brasil até o final do ano. Em uma postagem nas redes sociais, em que aparece andando de bicicleta, o presidente escreveu que a medida foi uma decisão da Câmara de Comércio Exetior (Camex), do Ministério da Economia, e será publicada na edição de hoje (18) do Diário Oficial da União (DOU).  Bolsonaro, Bolsonaro anuncia redução no imposto de importação de bicicletasBolsonaro, Bolsonaro anuncia redução no imposto de importação de bicicletas

“Atualmente o Imposto é de 35%. A CAMEX deliberou por diminuí-lo. Publicará no DOU de amanhã: para 30% em março/21; para 25% em julho/21; e para 20% em dezembro/21”, postou Bolsonaro.

Nas redes sociais, o presidente publicou o anúncio da mudança com uma foto dele em uma bicicleta.

Agência Brasil  

Avaliação

 Depois de alterar os decretos que facilitam o acesso a armas e munições no Brasil, o presidente da República, Jair Bolsonaro, disse no último domingo, 14 de fevereiro, que a população “tá vibrando” com a decisão. A afirmação do chefe da nação brasileira foi dada aos apoiadores em uma cidade do estado de Santa Catarina, onde o presidente passa o Carnaval com a família.

Os jornalistas que estavam no local insistiram no assunto abordado, mas o Bolsonaro não respondeu e deixou o encontro com os apoiadores dizendo que só falava se estivesse ao vivo.

Outra pessoa a realizar declarações de apoio aos decretos alterados pelo presidente foi o seu filho o deputado federal, Eduardo Bolsonaro. O parlamentar, durante um encontro com apoiadores, cobrou o apoio e perguntou: “Cadê o rapaz que queria arma?”.

Leia também:
>>>Ivete Sangalo sobre novo decreto de Bolsonaro: “Deixa as armas para lá e traz a ciência”

Mudança

O presidente Jair Bolsonaro alterou quatro decretos federais com o objetivo de desburocratizar e ampliar o acesso a armas de fogo e munições no país. As medidas foram publicadas em edição extra do Diário Oficial da União na noite da sexta-feira (12). Todas elas regulamentam o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.823/2003).Bolsonaro, Bolsonaro altera decretos para ampliar acesso a armas e munições no BrasilBolsonaro, Bolsonaro altera decretos para ampliar acesso a armas e munições no Brasil

Uma das mudanças, no Decreto 9.845/2019, permite que profissionais com direito a porte de armas, como Forças Armadas, polícias e membros da magistratura e do Ministério Público, possam adquirir até seis armas de uso restrito. Antes, esse limite era de quatro armas.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal