Atuação

Natália de Menudo é eleita Presidenta da Comissão de Saúde no Recife

Ao lado do vereador Tadeu Calheiros na vice-presidência e o vereador Wilton Brito, a vereadora falou do empenho na condução do trabalho deste colegiado.

A vereadora Natália de Menudo foi eleita Presidenta da Comissão de Saúde no próximo biênio 2021/2022, na tarde da última sexta-feira, 12 de fevereiro, na sala de comissões da câmara.

Ao lado do Vereador Tadeu Calheiros na vice-presidência e o Vereador Wilton Brito, a vereadora falou do empenho na condução do trabalho deste colegiado.

“Pautaremos temas relevantes, como também cumpriremos as obrigações legais da Lei de Responsabilidade Fiscal e a Lei Complementar 104, quando das exigências da prestação de contas da gestão municipal de saúde.”

Natália de Menudo ainda falou sobre o combate a Covid-19 e a vacinação dos recifenses

“Faremos um trabalho de acompanhamento das ações voltadas à saúde, e em especial, as atividades relacionadas ao Covid-19, sobretudo acompanhando a vacinação dos recifenses.”

Leia mais:
>>> Vereadora Natália de Menudo elogia trabalho do secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia

DEM entra com ação na Câmara de Vereadores

O DEM (Democratas), entrou com ação na Justiça para que seja avaliada a denúncia de candidatura laranja por parte do AVANTE. O caso foi revelado com EXCLUSIVIDADE pelo Portal de Prefeitura, site especializado em política, e apresentou ao público a declaração de uma mulher dizendo que jamais teve a intenção de ser candidata a vereadora do Município do Recife nas eleições do ano de 2020.

Ela reconhece que é filiada ao partido AVANTE no Recife, porém, ficou surpresa, ao tomar conhecimento uma semana antes do primeiro turno das eleições para vereadores e Prefeito do Recife de 2020, que o AVANTE tinha registrado sua candidatura a vereadora na capital pernambucana, visando cumprir a quota de gênero, disposta no art. 10, parágrafo 3º da Lei das Eleições.

A Lei n. 9.504/97, em seu artigo 10, § 3º, institui política afirmativa da participação das mulheres nos pleitos eleitorais e exigiu providências dos partidos políticos para a formação de quadros femininos aptos a disputar as eleições com reais possibilidades de sucesso ou pelo menos com efetiva busca dos votos dos eleitores.

Valendo-se da expressão “preencherá” o mínimo de 30%, o legislador deixou clara a condição de admissibilidade da lista a registro na Justiça Eleitoral e, mais, de sua apresentação ao eleitorado, na expectativa de preenchimento mais equilibrado das cadeiras do parlamento.

Da redação do Portal com informações da Assessoria da vereadora Natália de Menudo

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal