Declaração

Ronaldo Caiado defende apoio do DEM a Bolsonaro em 2022

O governador de Goiás afirmou que o Presidente combina com o eleitorado do partido.

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), defendeu na coluna Painel da Folha de São Paulo, que seu partido apoie a campanha de reeleição de Bolsonaro em 2022.  “Eu sou favorável a apoiar o Bolsonaro em 2022″ disse.

Caiado rompeu com Bolsonaro no começo da pandemia da Covid-19, considerando as atitudes do Presidente” insensatas”,  hoje, afirma que “sempre defendeu a tese” de que Bolsoraro tem a ver com os eleitores do partido.

“Desde que Bolsonaro foi eleito, eu sempre me posicionei dizendo que caminhar com o presidente tinha muito mais a ver com o nosso eleitorado, tinha uma identidade. Eu sempre defendi essa tese”, afirmou Caiado. 

O gestor ainda comentou sobre a possível candidatura do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), a presidência em 2022.  “Não o vejo como candidato para o partido [DEM] se aliar”

Leia mais:
>>> Caso não possa concorrer, Lula sinaliza que Haddad será candidato a presidente em 2022

Apoio de Lula a Haddad para 2022

Depois que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sinalizou que, caso o Supremo Tribunal Federal (STF), não restitua os direitos políticos para que ele concorra as eleições em 2022, o PT defenderá que o Fernando Haddad como candidato da legenda, o petista Fernando Haddad disse que Lula o aconselhou a começar a rodar o Brasil como pré-candidato ao próximo pleito presidencial.

Segundo informações do jornal O Globo, Haddad afirmou que Lula disse que o político precisa se movimentar para a disputa do próximo pleito.

“O Lula me disse que não há mais tempo e preciso colocar o bloco na rua.”

Além dessa declaração, o petista, que foi candidato a presidente da República no pleito de 2018 também declarou que vai começar a fazer agendas nos fins de semana, tomando todos os cuidados com à Covid-19.

Fernando Haddad foi ao segundo turno das eleições presidenciais em 2018 com o atual chefe do executivo nacional. Na época, Bolsonaro era o então candidato a presidente do Brasil e levou o segundo turno com 46,03% dos votos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal