Posicionamento

“Aumento de passagem é injusto e penaliza mais pobres”, diz Frente de Luta pelo Transporte Público

Em nota divulgada nas redes sociais, categoria se manifestou sobre o reajuste na tarifa aprovado na última sexta-feira, 5 de fevereiro.

A Frente de Luta por meio dos seus Conselheiros e de articulação com os demais membros apresentou pedido para suspender a votação sobre aumento por considerar que não foram levados em consideração os graves problemas que os usuários enfrentam diariamente, tais como, superlotações, viagens roubadas, desrespeito aos horários, demissão dos cobradores, desconfiguração do BRT, veículos velhos, terminais integrados sucateados, extinção de linhas, não implementação do SIMOP, roubo dos créditos do VEM, falta de licitação no sistema, entre outros. Nosso pedido de suspensão da discussão foi endossado pelo Ministério Público Estadual, mas, infelizmente por 13 votos a 10 foi indeferido.

Ônibus no Recife
Ônibus no Recife/ Foto: Divulgação/Consórcio Grande Recife.

Ato contínuo, apresentamos, então, proposta para congelamento da tarifa e diminuição do valor das passagens no horário fora-pico, todavia, mais uma vez, fomos derrotados (14 votos a favor da proposta de aumento, 3 abstenções e 6 votos na nossa proposta).

A luta não se encerra agora, continuaremos manejando todos os recursos e ações possíveis contra esse reajuste e em defesa de melhorias concretas para a população do Grande Recife.

Veja a publicação na íntegra:

Da redação do Portal com informações da Frente de Luta pelo Transporte Público de Pernambuco

Leia também:
>>>Aumento das passagens de ônibus no Grande Recife é aprovado em 8,7%; confira os novos valores

Vereador questiona aumento

O vereador do Recife, Pastor Júnior Tércio gravou vídeo, no ônibus, dias antes da aprovação do aumento das passagens de ônibus no Grande Recife e mostrou pessoalmente a realidade diária de quem depende do transporte coletivo e questionou o reajuste das tarifas, durante a pandemia.

Na gravação, o Pastor enfatiza que o momento atual, não permite qualquer tipo de atualização de valores.

“Sabemos a situação em que se encontra o transporte coletivo. Ônibus superlotados, constantes atrasos e a péssima qualidade do transporte”, disse.

Nesta sexta-feira, 05 de fevereiro, o político voltou a se manifestar sobre o assunto e desta vez já com a confirmação do reajuste que passa a valer no próximo domingo, 7 de fevereiro.

 


“O povo não aguenta mais ser tão penalizado. Já não basta as dificuldades que a população vem passando por conta dos efeitos do Coronavírus, com a crise na economia e com o desemprego, aumento de passagem de ônibus nesse momento é inadmissível”, ressaltou o pastor.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal