Definição

Pernambucanos ocupam a nova Mesa Diretora da Câmara dos Deputados; saiba quem são

A votação desta quarta-feira, 3 de fevereiro, foi presencial e secreta, com 21 urnas eletrônicas distribuídas pelo Plenário Ulysses Guimarães e pelos salões Verde e Nobre.

A Câmara dos Deputados elegeu, nesta quarta-feira (3), os integrantes da Mesa Diretora que vai conduzir as atividades da Casa no biênio 2021-2022. Foram escolhidos dois vice-presidentes, quatro secretários e quatro suplentes. O novo presidente, deputado Arthur Lira (PP-AL), já havia sido eleito na segunda-feira (1º).

A votação desta quarta-feira (3) foi presencial e secreta, com 21 urnas eletrônicas distribuídas pelo Plenário Ulysses Guimarães e pelos salões Verde e Nobre. Foram eleitos:

  • 1ª vice-presidência: Marcelo Ramos (PL-AM);
  • 2ª vice-presidência: André de Paula (PSD-PE);
  • 1ª secretaria: Luciano Bivar (PSL-PE);
  • 2ª secretaria: Marília Arraes (PT-PE);
  • 3ª secretaria: Rose Modesto (PSDB-MS) e
  • 4ª secretaria: Rosângela Gomes (Republicanos-RJ).

Houve segundo turno apenas para o cargo de 2º secretário. A segunda votação ocorre quando o candidato não alcança a maioria absoluta dos votos no primeiro escrutínio.

As quatro vagas de suplentes de secretários foram preenchidas pelos deputados Alexandre Leite (DEM-SP), Eduardo Bismarck (PDT-CE), Gilberto Nascimento (PSC-SP) e Cássio Andrade (PSB-PA).

Os suplentes participam da Mesa apenas na ausência do titular.

Pernambucanos
As funcionalidades dos cargos da Mesa Diretora. Arte: Câmara dos Deputados

Blocos partidários

A escolha dos integrantes da Mesa é feita de acordo com o número de deputados em cada partido ou bloco partidário. Os deputados podem votar apenas em candidatos do partido que teve o direito de escolha para cada cargo. O líder do partido indica o candidato, mas também podem se inscrever candidatos independentes do mesmo partido (chamados de candidatos avulsos).

A eleição da Mesa para o biênio 2021-2022 estava prevista para segunda-feira (1º), junto com a eleição do presidente. No entanto, ao tomar posse, o presidente Arthur Lira anulou a decisão do ex-presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ), que aceitou o registro do bloco do candidato deputado Baleia Rossi (MDB-SP). O bloco foi registrado minutos após o fim do prazo determinado.

Na terça-feira, 2 de fever), Arthur Lira anunciou um novo acordo entre os líderes partidários para a composição da Mesa Diretora. Segundo o presidente, houve pacificação em relação à participação dos dois grupos na divisão dos cargos. Ele retornou ao assunto ao abrir a sessão de votação nesta quarta.

“O clima que vai funcionar e imperar de agora pra frente vai ser justamente aquele que tratamos como marca maior da nossa campanha junto com todos os deputados. O trabalho coletivo, a previsibilidade, a reunião do colégio de líderes, a discussão nas bancadas e a harmonia interna e externa, tanto dentro da Câmara dos Deputados, como do Poder Executivo e do Poder Judiciário”, afirmou Arthur Lira, no Plenário.

O líder do PT, deputado Enio Verri (PR), acrescentou que “foi um grande acordo para o bem desta Casa”.

O deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), líder do bloco PSL, PL, PP, PSD, Republicanos, PTB, Pros, Pode, PSC, Avante e Patriota, também elogiou o acordo. “Ontem, através de um esforço muito grande, conseguimos um entendimento. Foi um processo conduzido da forma mais transparente possível”, disse.

Da redação do Portal com informações da Agência Câmara de Notícias

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal