Decisão

Rodrigo Maia deixará o DEM após a eleição da Câmara Federal

O parlamentar segue insatisfeito com a decisão do partido em manter a neutralidade na disputa entre os deputados Baleia Rossi e Arthur Lira pela presidência da Casa.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, decidiu que vai deixar o Democratas após a eleição do novo comando do Congresso. De acordo com informações, o parlamentar segue insatisfeito com a decisão do partido em manter a neutralidade na disputa entre os deputados Baleia Rossi e Arthur Lira. O pleito para definir quem comandará a Casa está marcado para esta segunda-feira (1º).

De acordo com informações da CNN Brasil, a decisão do parlamentar foi divulgada no último domingo, 31 de janeiro, a alguns, entre eles, o presidente da legenda, ACM Neto. Só após a eleição de hoje adotará os procedimentos formais para sua desfiliação.

A expectatriva é de que para mnanter o mandato, Rodrigo Maia informe ao Tribunal Superior Eleitoral as razões doc desligamento do partido.

Leia mais:
>>>DEM desiste de apoio e abandona Baleia Rossi; voto de deputados do partido estão liberados

Surpresa

O DEM (Democratas), por meio da Executiva decidiu neste domingo (31/1) abandonar o bloco de apoio ao candidato emedebista à Presidência da Câmara, Baleia Rossi (SP).

A decisão foi tomada de forma unânime e os deputados ficaram liberados para votar em Arthur Lira (PP-AL) ou Baleia Rossi.

No cálculo do deputado Luis Miranda (DF), a saída do partido do bloco deve significar 21 votos para Lira.

“Foi por unanimidade. Todos os deputados estão conscientes da decisão. O Democrata não está mais no bloco do Baleia Rossi e não irá compor bloco com ninguém”, disse ao site Metrópoles.

Leia também:
>>> Conheça os candidatos à Presidência da Câmara dos Deputados

A insatisfação no DEM teve início depois que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (RJ), optar pela candidatura de Rossi, em detrimento do ex-líder da legenda, deputado Elmar Nascimento (BA).

Em nota, a sigla anunciou a liberação da bancada na votação.

“Em reunião realizada neste domingo (31), a Executiva Nacional do Democratas decidiu assumir postura de independência no processo de eleição da Mesa Diretora da Câmara, sem a formalização de apoio a nenhum dos blocos”, disse a sigla no texto.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal