Esperança

Vacina da Johnson teve eficácia de 66% contra casos moderados e graves de Covid-19

O principal objetivo do estudo da J&J foi a prevenção de casos graves e moderados da covid-19, e a vacina foi 85% eficaz em impedir uma doença grave e a hospitalização em todos os lugares.

A Johnson & Johnson anunciou nesta sexta-feira (29) que sua vacina de dose única contra a covid-19 foi 72% eficaz na prevenção da doença nos Estados Unidos e alcançou uma taxa um pouco menor, de 66%, globalmente em um teste mais amplo realizado em três continentes e com variantes múltiplas do vírus.Johnson, Vacina da Johnson teve eficácia de 66% contra casos moderados e graves de Covid-19Johnson, Vacina da Johnson teve eficácia de 66% contra casos moderados e graves de Covid-19

No teste com quase 44 mil voluntários, o nível de proteção contra casos graves e moderados da covid-19 foi de 66% na América Latina e de 57% na África do Sul, onde uma variante particularmente preocupante do coronavírus está circulando.

Duas outras vacinas já autorizadas da Pfizer com a BioNTech e da Moderna foram cerca de 95% eficazes na prevenção de casos sintomáticos em testes quando aplicadas em duas doses. Esses estudos, no entanto, foram realizados principalmente nos Estados Unidos e antes da ampla disseminação de novas variantes.

O principal objetivo do estudo da J&J foi a prevenção de casos graves e moderados da covid-19, e a vacina foi 85% eficaz em impedir uma doença grave e a hospitalização em todos os lugares onde testes foram realizados e contra múltiplas variantes 28 dias após a vacinação.

Ver mais:

>> Instituto Butantan recomenda uso de agulha mais fina para economia da vacina

>> MC Fioti lança clipe gravado no Instituto Butantan em homenagem a vacina da Covid-19

Outras vacinas e aprovações

Com o anúncio da Johnson, agora são 8 imunizantes ao redor do mundo que tiveram seus dados de eficácia divulgados ou publicados em revista científica. Quando a publicação acontece, isso significa que os resultados foram avaliados e validados por outros cientistas.

Até agora, as seguintes vacinas tiveram seus dados publicados em revista:

  1. Pfizer/BioNTech: 95% de eficácia
  2. Moderna: 94,1% de eficácia
  3. Oxford/AstraZeneca: 70,4% de eficácia

Outros 5 desenvolvedores apenas divulgaram a eficácia de suas vacinas, sem publicar estudos:

  1. Sputnik V: 91,4% de eficácia
  2. Novavax: 89,3% de eficácia
  3. Sinopharm: 79,3% de eficácia
  4. Johnson: 66% de eficácia contra casos moderados e graves
  5. CoronaVac: 50,38% de eficácia

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal