Recife

CTTU muda esquema de trânsito no Túnel da Abolição e no bairro do Parnamirim

Locais ficam localizados na Zona Norte da capital pernambucana.

Devido a uma obra da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação do Governo do Estado para construção do Pontilhão do Canal do Prado e requalificação do Túnel da Abolição, a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) montará, nesta segunda-feira (1º), a partir das 9h, um esquema especial de monitoramento do fluxo de veículos com agentes e orientadores de trânsito no local.
Uma faixa do Túnel da Abolição, no bairro da Torre, será interditada. Além do efetivo no local, uma equipe com agentes de trânsito fará o videomonitoramento diretamente da Central de Operações de Trânsito (COT).

No Parnamirim

A partir deste sábado (30), a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Política Urbana e Licenciamento e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), implantará uma mudança de circulação no bairro do Parnamirim, na Rua Abraham Lincoln.

Com a mudança, o trecho entre os números 111 e 31 passará a ser mão única. Os condutores que estiverem no trecho com mão única e desejarem acessar o início da Rua Abraham Lincoln poderão fazer o retorno na quadra pela Rua Engenheiro Clóvis de Castro. Além disso, o estacionamento será ordenado no trecho da mudança.

Mobilidade

A segurança viária dos ciclistas é um compromisso da Prefeitura do Recife, por isso, a Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), iniciaram uma requalificação em três ciclovias da capital.

A Ciclofaixa Brasília Teimosa recebeu um recapeamento e foi transformada em ciclovia, isto é, a CTTU implantou equipamentos como balizadores e tachões para marcar a separação do espaço do ciclista e faixa de rolamento, criando um espaço de segurança entre carros e bicicletas.

A ciclovia da Orla de Boa Viagem já está em processo de requalificação, com pinturas vermelhas, que tem sido utilizada desde 2019 no Recife para dar mais visibilidade aos ciclistas. A Ciclovia Norte também receberá recapeamento da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e será beneficiada com manutenção de toda sua sinalização. Com isso, cerca de 11 km de faixas cicloviárias terão recebido manutenção.

Taciana Ferreira, presidente da CTTU, explica a importância de zelar pelo equipamento já existente.

“Para a cidade continuar avançando no caminho da cicloinclusão, é importante ampliarmos a rede de ciclofaixas, mas também olharmos para as que já funcionam e são utilizadas diariamente pelos recifenses. Começamos por esses três equipamentos, por serem importantes conexões, e queremos com isso aproveitar o máximo do seu potencial”, avalia a gestora.

Leia também:
>>>Em Beberibe, CTTU aumenta o espaço para travessias e aposta no urbanismo tático

Reconhecimento

Em 2019 a malha cicloviária de Recife foi considerada, em estudo realizado pelo Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento (ITDP-Brasil), como a quarta rede mais acessível à população dentre as 20 maiores cidades do país. O estudo mostra que mais de 24% da população da cidade consegue acessar uma rede cicloviária a menos de 300 m de sua residência. Este ano, a capital foi reconhecida como a mais conectada do Norte-Nordeste pelo Ranking Conected Smart Cities – 2020. A mesma instituição aponta que Recife está entre as 10 melhores do país na área de mobilidade e acessibilidade no ano de 2020.

Da redação do Portal com informações da assessoria da CTTU

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal