Investigação

Ministério Público pede a cassação do prefeito petista de Águas Belas

A vice-prefeita Eniale de Codinho (PSD) também teve seu pedido cassado.

O Ministério Público do município de Águas Belas entrou com uma representação de abuso de poder econômico e político contra o prefeito, Luiz Aroldo (PT), e a vice-prefeita, Eniale de Codinho (PSD), no período da campanha.

A Polícia Militar flagrou uma frota de veículos abastecendo no mesmo posto de combustível que fornece à Prefeitura, durante o período da campanha.

Ver mais: 

>> Justiça ordena bloqueio de bens do Prefeito de Águas Belas

>> Em Águas Belas, mãe e filhas são detidas por suspeita de fraude ao INSS

>> Prefeito de Águas Belas é multado em R$ 25 mil por propaganda eleitoral antecipada

Segundo Ministério Público, o fato aconteceu na véspera da eleição, onde também foi filmado um funcionário da Prefeitura, com farda da Secretaria de Infraestrutura, abastecendo motocicletas. Na ocasião, foram apreendidas as notas fiscais.

Ao mesmo posto de combustível, no período de janeiro de 2017 a dezembro 2020, foi pago mais R$ 12 milhões. Em comparação ao consumo de outras cidades, algumas até com mais habitantes que Águas Belas, o valor é cerca de R$ 5 milhões a menos.

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal