Declaração

João Campos critica Bolsonaro por conta de cortes em pesquisas científicas

O prefeito do Recife usou suas redes sociais para apontar que o Brasil está na contramão do mundo.

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), usou sua conta no Twitter, nesta quarta-feira, 27 de janeiro, para criticar o Presidente Jair Bolsonaro sobre o corte de fundos em pesquisas científicas, afirmando que o Brasil está na contramão do mundo.

“Mais uma vez na contramão do mundo, o Governo Federal aponta cortes em pesquisas científicas, atingindo diretamente instituições como o Butantan e a Fiocruz. Isso pode causar danos incalculáveis! A CT&I precisa de investimentos, sobretudo diante do desafio atual da pandemia.”

De acordo com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Cnpq), em 2020, em meio a pandemia, o governo Bolsonaro reduziu em 8,3% os recursos do orgão, perdendo cerca de R$ 22 milhóes, 18% a menos em relação a 2019.

Além do Cnpq, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível Superior (Capes), também sofreu cortes de bolsas no começo de 2020. O  pró-reitor de Pesquisa, Pós Graduação e Inovação, Flavio Demarco também afirmou na época que outros países estão lidando melhor na crise.

“A ciência e a tecnologia são a nossa salvação. Já estamos sofrendo um processo de cortes desde 2019, isso agrava ainda mais o sistema de pós-graduação e de pesquisa no Brasil. A medida afeta diretamente uma geração de pesquisadores que podem contribuir para o desenvolvimento do país. Além disso, há uma evasão de cérebros com a ida de jovens cientistas brasileiros para outros países. O cenário é muito desalentador”, aponta.

Leia mais:
>>> João Campos se recupera da Covid-19 e retoma atividades em rua; veja onde

João Campos retoma atividades

João Campos (PSB), prefeito do Recife, retoma suas atividades presenciais depois de um período de isolamento por causa da covid-19.

Nesta quinta-feira, 28 de janeiro, o gestor acompanha a vacinação contra o novo coronavírus no drive-thru do Geraldão às 7h30.

Logo na sequência, às 9h30, autoriza um pacote de intervenções para áreas de morro da cidade, no valor de R$ 20 milhões.

Em ato simbólico na Rua da Assembleia, 230, na Cohab, um dos pontos contemplados, o gestor assina a ordem de serviço de um conjunto de ações em 12 pontos de risco da cidade, com serviços de drenagem, instalação de tela argamassada, muros de arrimo, muretas de proteção de transeuntes, passeios e escadarias.

 

Deixe seu comentário

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal