Nomeação

Líder da Frente de Luta pelo Transporte ganha cargo na Prefeitura do Recife

O advogado Pedro Josephi (PDT), foi nomeado para o cargo de Articulação Social no gabinete da vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão.

O líder da Frente de Luta pelo Transporte Público (FLTP), o advogado Pedro Josephi (PDT), foi nomeado para o cargo de Articulação Social no gabinete da vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão. A informação veio do Diário Oficial do Recife no sábado, 23 de janeiro.

Pedro Josephi foi candidato a vereador do Recife nas eleições municipais de 2020 pelo PDT, obteve 2.103 votos mas não foi eleito.

Antes da nomeação de Pedro Josephi, na última quarta-feira, 20 de janeiro, o FLTP divulgou uma nota em rede social onde defende o congelamento das tarifas dos ônibus no Grande Recife.

A Frente ainda não se manifestou sobre a proposta do Consórcio Grande Recife de abaixar a passagem para R$ 3,35 em horário social (09h30 às 11h de manhã e 13h30 às 15h30 de tarde).

Leia mais:
>>> Consórcio Grande Recife sugere passagem de ônibus mais barata com horário social; saiba quanto

Aumento de passagens

Aumento das passagens de ônibus da Região Metropolitana do Recife pode ser de 16%, de acordo com o desejo dos empresários. Essa é a proposta do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE).

Com isso, caso aprovado pelo governo estadual, os novos valores teriam um amplo aumento se comparado com o cobrado atualmente. O anel A, por exemplo, mais usado pelos passageiros,  passaria de R$ 3,45 para R$ 4.

O Anel B iria de R$ 4,70 para R$ 5,45 e, o Anel G, de R$ 2,25 para R$ 2,60. O reajuste só acontece com aprovação do governo de Pernambuco e, consequentemente, seja aprovado pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), colegiado que aprova ou não o aumento, mas que segue a decisão do governo estadual.

Mesmo assim, o setor empresarial costuma apresentar índices mais altos do que o Estado
espera, calculados a partir das perdas que o sistema acumula – queda de demanda de
passageiros e aumento dos insumos, como folha de pagamento e combustível, principalmente.

Em 2020, foi pedido 14,13% e não foi atendido. Em 2019, proposta era de 16,18% (o mesmo de agora, em 2021), mas o percentual aprovado foi de 7,07%.

Deixe seu comentário

[gs-fb-comments]
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Enviar Mensagem
Entre no Grupo de WhatsApp do Portal